Lendico, plataforma de crédito pessoal online, emprestou 15% mais em maio do que em abril. Empresa recebe em média 160 mil pedidos por mês.
 
Lendico, fintech de crédito pessoal, bateu mais um recorde de empréstimos. No mês de maio a empresa emprestou mais de R$ 15 milhões em crédito para Pessoa Física. O montante é 15% superior ao mês de abril.
 
Mensalmente a empresa recebe, em média, 160 mil pedidos de empréstimo por meio de seu site. Em maio os principais motivos de pedidos de crédito foram para pagar dívida (27%), novos negócios (15,51%) e investir no negócio já existente (11,54%).
 
Principais motivos em alta
Ainda que o pagamento de dívidas siga sendo o principal motivo de pedidos de empréstimos online, há outras razões que têm mostrado alta quando o consumidor busca pelo crédito pessoal. Em relação a maio do ano passado, houve uma alta de 143% no número de pedidos de empréstimo para gastos com eletrônicos e eletrodomésticos.
 
Em segundo lugar entre os motivos de empréstimo que mais cresceram estão os novos negócios. Houve alta de 86% no número de pedidos de crédito pessoal com esta motivação. Férias e Viagens ficaram em terceiro lugar em crescimento, com aumento de 78% no número de pedidos.
 
Brasileiro empreendendo mais
Se em maio de 2017 os novos negócios representam apenas 9,27% dos motivos de pedidos de empréstimo pessoal na Lendico, em maio deste ano este motivo já representa 15,51% dos pedidos. Já o investimento no próprio negócio cresceu de 8,85% para 11,54%.
 
Queda na busca por crédito para aquisição de veículos
Em maio de 2017, a busca por crédito para aquisição de veículos representava 11,29% dos pedidos. No mesmo mês em 2018, este motivo representou apenas 6,81% dos pedidos feitos no site da Lendico. Em números absolutos, houve uma queda de 33% nos pedidos para a compra de veículos.
 
Ocupação
Os empregados com carteira assinada são os profissionais que mais buscam empréstimo pessoal online (42,61%). Eles são seguidos pelos autônomos, que foram os responsáveis por 29% dos pedidos em maio deste ano.
 
Observa-se, contudo, um aumento no número de rentistas, empregados domésticos, donas de casa e empregadores buscando crédito online. A alta foi de 76% 63%, 58% e 50%, respectivamente.
 

Digite seu e-mail:

Entregue por Grupo BEZ