Dr.Helcio.jpgAproximadamente uma entre cada dez pessoas sobrevive a uma parada cardíaca (em ambiente extra-hospitalar). De acordo com a Organização Mundial de Saúde, 40% das mortes no mundo estão ligadas ao problema. Segundo o médico Hélcio Levindo Coelho Neto, diretor da CUREM – Cursos de Urgência e Emergência, dados atualizados mostram que cerca de 70% das paradas cardíacas ocorrem nas próprias casas das vítimas. Pensando nisto, o médico idealizou o Projeto Amigo do Peito. Pioneiro no Brasil, o projeto que será lançado oficialmente em 2017, visa capacitar pessoas leigas para lidar com emergências médicas, principalmente paradas cardiorrespiratória.