Sentença continua valendo. O juiz Altair Antonio Gregorio também negou o ingresso do Sindicato dos Cegonheiros de Pernambuco, como interessado na ação.

General Motors queria que aplicação da multa recaísse sobre o valor das operações de transporte de veículos e não sobre o faturamento bruto. Mas o magistrado afirma que a montadora não possui faturamento sobre o transporte, e sim, sobre a venda dos veículos fabricados


Anticartel