Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Remisson Aniceto*



O poeta ao falar de si fala dos outros, 
que cada um tem um quê do outro. 
Tudo é como se fosse um amarrio de cordas 
seguidas, compassadas, continuadas. 
O poeta ao falar dos outros fala de si, 
que cada um outro tem um quê de nós, 
cada um vive a vida alheia sem saber 
e morre na morte do outro. 
Cada poema é impessoal, é de todos, 
ainda que impregnado de evidências da mão. 
O meu seu poema dele não existe.



*Remisson Aniceto, é mineiro de Nova Era, cidade vizinha da Itabira de Drummond, é escritor.


Copyright © 2019 Tribuna de Betim - Notícias. Todos os direitos reservados.
Grupo BEZ Tecnologia e Soluções. Betim - MG - Brasil