A reportagem obteve a informação. O órgão questiona as intervenções em áreas de proteção permanente e ricas em nascentes. Laudos do Ministério Público também apontam terraplanagem e desmate sem qualquer análise prévia.
aerodromodebetim 07 2018embargado

O MP cobra do município esclarecimentos por escrito sobre as irregularidades apontadas, em um prazo de dez dias. A prefeitura deve também apresentar, dentro de cinco dias, medidas para evitar a ocorrência de danos ambientais. Se as recomendações não forem acolhidas, o órgão pode acionar a Justiça. 

 

A construção do aeroporto estava sendo feita em uma área de quase três milhões de metros quadrados, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A licença foi autorizada pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Ambiental de Betim. O projeto do aeródromo foi lançado em fevereiro deste ano e tem capacidade para receber voos comerciais e particulares, do tipo Boeing 737, com 85 passageiros.


 


Com informações de MPMG e CBN