Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

 

Especialista em direito do consumidor dá dicas para que o consumidor tome alguns cuidados como a solicitação de nota fiscal e segurança com compras online

 

O Natal está chegando e foi dada a largada na correria para compra de presentes a melhores preços. Entretanto, para não comprometer as finanças e não ser lesado após a alguma compra, o advogado especializado em direito do consumidor, Rodrigo Nepomuceno, afirma que é preciso focar em ações prévias. Ele conta ainda que a relação de consumo exige obrigações do fornecedor para com o consumidor que, se não cumpridas rigorosamente, podem gerar processos por danos morais ao primeiro. Para isto, ele dá algumas dicas:

. Uma dose extra de paciência é imprescindível. Comprar sem pesquisar pode pesar no bolso. O impulso na hora da compra faz o consumidor ser enganado por falsas promoções, comprar produtos com problema ou até mesmo comprar em sites falsos. Sites seguros costumam apresentar uma fechadura na barra de endereço;

. Anote todos os preços pesquisados dos produtos que pretende comprar para não cair em descontos enganadores. Caso isso ocorra, o consumidor pode denunciar a empresa praticante;

. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, produtos ou serviços com defeito devem ser substituídos ou reparados, sendo respeitados os prazos vigentes, que costumam ser de trinta dias, caso o produto ou serviço adquirido seja considerado como não durável, ou de noventa dias no caso de durável. Os prazos têm início a partir da efetiva entrega do produto ou da execução do serviço;

. No caso de compras online, o consumidor tem o direito de se arrepender da compra em até sete dias corridos. Sendo assim, ele pode pedir o cancelamento sem qualquer custo. O ideal é documentar o pedido de desistência pois, caso haja cobrança indevida, ele pode ser ressarcido pelo dobro do valor pago;

. Certifique-se de sempre exigir a nota fiscal. Ela é imprescindível para a troca de qualquer produto ou serviço defeituoso.

 

Rodrigo Soares

Graduado pela Universidade FUMEC, é especialista em direito do consumidor ou fornecedor. Atualmente é membro consultor da Comissão Especial dos estudantes de Direito do Conselho Federal da OAB.

 

Serviço

Nepomuceno Soares Advogados

Endereço: Rua Felipe dos Santos, 825 - 9° andar - Lourdes - Belo Horizonte/MG

Telefone: (31) 3267-8747

Site: http://nepomucenosoares.com.br/

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
 
 
Saiba quais são as características mais procuradas pelo RH das Empresas
 
O Mercado de Trabalho vem sendo muito cruel e exigente com os profissionais. Ser graduadoestá longe de ser uma vantagem. As empresas pedem especializações, Pós Graduação, MBA, Idiomas, etc. Segundo explica Samuel Lopes, consultor e sócio da TIEX, empresa de gestão e consultoria corporativa, as empresas buscam cada vez mais o perfil do profissional moderno. “são aqueles funcionários que vestem a camisa da empresa com atitudes primordiais especialmente em situação economia desfavorável”diz. Confira abaixo quais as  5  características mais apreciadas pelas empresas:
 
- PROATIVO
já fiz o suficiente pelo que me pagam” ficou no passado
Busque sempre ir além, aquele pensamento “já fiz o suficiente pelo que me pagam” ficou no passado. Os profissionais precisam querer entender mais sobre a sua área de atuação, sobre a área dos seus colegas, sobre a empresa em que trabalham e também sobre o mercado! Você pode não estar sendo pago para ajudar seu colega de setor, ou para participar de projetos além de suas atividades diárias,mas desta maneira você estará colaborando para o crescimento da companhia.Lembre-se: empresas que não crescem dificilmente geram oportunidades, pessoas que não se destacam têm menor chance de promoção. Além disso, como já dizia o ditado: “conhecimento não ocupa espaço”, ou seja, o aprendizado que terá sendo proativo, ninguém vai tirar de você.
 
2 – APRENDA A DIZER NÃO E OFEREÇA NOVAS PERSPECTIVAS
  Não aceite de prontidão uma ideia do seu líder que você não se sinta confortável em executar ou que não acredite que seja a melhor solução
Você precisa ter personalidade, se posicionar. Não aceite de prontidão uma ideia do seu líder que você não se sinta confortável em executar ou que acredite não ser a melhor solução. Converse, exponha seu ponto de vista, tente fazer com que tudo seja repensado. Os líderes precisam de pessoas que pensem que questionem que não tenham medo de falar quando não concordam com alguma coisa! Se sua perspectiva for sugerida de maneira construtiva e respeitosa, mesmo sendo contraria a ideia inicial do seu líder, ao final ele te agradecerá pelo input.
 
3 –SAIA DA SUA ZONA DE CONFORTO
Olhar o todo da empresa e tentar de alguma forma ajudar outras áreas
Hoje, o profissional precisa ter uma visão sistêmica, analisar onde sua área impacta na do outro e tentar de alguma forma ajudar outras áreas a serem mais eficientes. Deve-se sempre pensar no futuro, verificando onde todos podem ter problemas, e assim promover discussões no sentido de se antecipar a esses problemas tomando medidas para evitá-los! Isso émais um motivo para entendermos da nossa área, da dos pares, da empresa como um todo e do mercado.
 
4 –ESPÍRITO DE EQUIPE
Heterogeneidade e diversidade trazem maior performance
Trabalhar com pessoas que pensam como nós, que tem nosso ritmo, cultura parecida é fácil. Mas como pensar diferente, “sair da caixinha”? Tenha uma equipe que possua diferentes pontos de vista, mas que se respeitem e que trabalhem por um objetivo único. Desta forma, com certeza obterá resultados muito mais eficientes, além deconquistar um mar de possibilidades e aprendizados. Ou seja, heterogeneidade e diversidade trazem maior performance.
 
5– INOVAÇÃO
Coragem para abandonar práticas que um dia já tiveram sucesso!
Fale o que pensa, compartilhe suas ideias criativas earrisque-se! Faça acontecer, proponha mudanças, assuma a responsabilidade de colocá-las em prática, não tenha medo de ser diferente.Tenha coragem para abandonar práticas que um dia já tiveram sucesso e fuja do pensamento “concordar para evitar conflitos”. As empresas modernas e principalmente hoje, em tempos de crise,procuram profissionais com este perfil. Aplicando essas atitudes em seu dia a dia, você terá um enorme diferencial para oferecer àempresa que trabalha e certamente alavancará sua carreira.
 
Sobre a TIEX:
Formada por três sócios com experiências em empresas multinacionais de grande renome, entre elas, Tivit, Construcap, DASA, Deloitte, Grupo Serveng,PricewaterhouseCoopers. Lucas Hanashiro é sócio responsável por todo o setor Tributário, Samuel Lopes é o sócio responsável pelas áreas de Tesouraria, Administrativa e Projetos de BNDES e Fabio Yamamoto é o sócio responsável pelos setores de Auditoria e Controladoria. A TIEX iniciou suas operações em maio de 2013, proporcionando assessoria financeira, gestão corporativa e planejamento completo a seus clientes. Atualmente atende clientes como a Paramount Têxteis, Companhia Brasileira de Cartuchos, IsoluxCorsán,Itaim Iluminação, Neovia, AFUPM entre outros.
 
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

 

As eleições alemãs de 24 de setembro de 2017, devido à força política, financeira e histórica específica do país, sem dúvida foram o centro do interesse internacional e europeu. Seus resultados foram marcados pela vitória da CDU / CSU da União Cristã liderada pela chanceler Angela Merkel, mesmo com uma porcentagem menor, -33%, enquanto nas eleições federais de 2013 obteve 41, 5% -, a contração - 20, 5% de 25,7% em 2013 - do Partido Social Democrata (SPD) de Martin Schulz, mas também pela entrada no Parlamento Federal do partido AfD, a mais perigosa fronteira da Europa, devido ao tamanho da Alemanha e aos dramáticos acontecimentos históricos que mudaram o curso do século XX.

Os alemães - é mais do que óbvio - agradecem a chanceler Merkel por seu bem-estar, seu alto padrão de vida comparado com o de outros povos europeus, para combater efetivamente o desemprego (a taxa de desemprego está em níveis historicamente baixos, ou seja, apenas 3,9% da força de trabalho) e, claro, para os excedentes orçamentários. Então, por todas estas razões, eles deram-lhe um quarto mandato na Chancelaria, algo sucedido apenas por Konrad Adenauer, o reformador da Alemanha do pós-guerra e Helmut Kohl, o pai da reunificação da Alemanha.

Por outro lado, a vitória do chanceler Merkel e a formação de um governo com potenciais parceiros - sejam lá quais forem -implicam, obviamente, a continuação da política de extrema austeridade e a implementação fiel das regras "sagradas" de disciplina orçamentária, pois serve a Alemanha de uma forma muito visível. No entanto, a implementação desta política há anos, já esticou e sobrecarregou os países do Sul da Europa e, especialmente, a Grécia e, portanto, ao longo da estrada, levará, com precisão matemática, todo o projeto europeu a um risco sério de colapso.

Ao mesmo tempo, o percentual historicamente alto - 12,6% - do AfD de xenófobo e anti-imigrante de extrema-direita, que pela primeira vez conseguiu não só entrar no Bundestag, mas também se tornar o terceiro maior partido da Alemanha como um todo e a segunda maior nos estados federais do leste, é uma marca particularmente obscura das eleições alemãs e aumenta consideravelmente os populistas e extremistas de direita em todo o continente. É a primeira vez após a Segunda Guerra Mundial e o colapso do regime nazista em 1945 que tal coisa acontece, fato que, sem dúvida, constitui um marco negativo na história alemã.

Neste ponto, deve notar-se que nas eleições de setembro de 2013, o partido "Alternativa para a Alemanha" (AfD), que nasceu no mesmo ano da reação de uma parte dos alemães contra os países do Sul da Europa, tomou 4,7% dos votos e não entrou no Parlamento. No entanto, com sua entrada atual, os membros incondicionais de extrema-direita e xenófobos do AfD,  considerados por muitas pessoas autênticos herdeiros dos Nazistas, devem exercer forte pressão sobre a chanceler Merkel para mudar o rosto democrático liberal que mostrou nas questões de imigração, terrorismo e segurança - por exemplo, a política de fronteiras abertas que resultou na entrada de muitos refugiados e imigrantes na Alemanha em setembro de 2015. É claro que, na realidade, essa política não é motivada por sentimentos filantrópicos, mas é baseada no interesse da Alemanha, Como todos os anos, o país precisa de meio milhão de imigrantes para continuar sua existência como poder econômico e para efetivamente apoiar seu sistema social.

A declaração feita pelo co-presidente do partido do AfD, Frauke Petry, durante um discurso em Stuttgart, onde comparou uma sociedade que incorpora imigrantes a uma "pilha de compostagem", sua abordagem na vigilância da fronteira por guardas alemães que atirem em qualquer refugiado ou imigrante tentando passar ilegalmente, mas também a declaração do outro co-presidente do AfD Alexander Gauland alguns dias antes do euro 2016 em relação ao grande jogador alemão-ghanês negro do Bayern e da equipe alemã de futebol Jerome Boateng, - "As pessoas consideram ele é um bom jogador, mas eles não o queriam como seu vizinho "- indicam da maneira mais clara que essa festa herdou as famosas tradições dos batalhões de assalto do Partido dos Trabalhadores Alemães Nacional-Socialistas de Adolf Hitler na década de 1930 , em relação à raça ariana.

Qual a razão, no entanto, do surgimento frenético desta formação política racista, que quer, entre outras coisas, mudar a atitude da Alemanha para impedir a manifestação de remorso pelos horríveis crimes nazistas? Definitivamente, uma causa fundamental é a crise dos refugiados e da migração, que hoje em dia assumiu proporções gigantescas e que ultrapassa os países europeus e, claro, a Alemanha. Sobre este terreno dos fluxos de refugiados e imigrantes em curso, em vez da construção pelo mundo desenvolvido de uma política democrática e progressiva de refugiados e imigração que mostre compaixão e solidariedade, as flores espadas do mal crescem e as políticas desumanas, fascistas e a retórica do ódio surgem triunfante contra pessoas perseguidas e infelizes que fugiram de suas casas nas mais trágicas circunstâncias que buscavam luz longe da horrível e mortal escuridão da guerra e extrema pobreza, e esperavam um futuro melhor e mais pacífico.

Além disso, outro motivo importante para o rápido aumento do AfD de extrema-direita é o uso pleno - pelos funcionários desta formação política - dos incidentes terroristas islâmicos e dos eventos criminosos que os conectam ao afluxo de refugiados e imigrantes de paises islâmicos. Assim, durante o período eleitoral, eles não deixaram de lembrar o massacre no mercado de Natal em Berlim e os ataques sexuais contra jovens alemãs por imigrantes árabes no Ano Novo 2016 em Colônia.

Finalmente, a semente dos pontos de vista extremos e xenófobos é muito melhor incubada como o novo "ovo de cobra" nas sociedades prósperas do Norte que se sentem ameaçadas pelas "pessoas pobres" do Sul, a quem atribuíram vários estereótipos negativos - e, claro, pelos refugiados e os imigrantes. Esta tendência também é confirmada pela vitória nas eleições austríacas de 15 de outubro de 2017, do Partido Popular de Sebastian Kurz, que tem uma agenda anti-imigração extrema, bem como pelo aumento das taxas da Partido liberdade neonazista de Heinz Christian Strache de 20,5% nas eleições de 2013 para 26% nas eleições atuais.

Em conclusão, as impressões das eleições alemãs são obscuras para os países mais pobres da Europa do Sul em dificuldade, já que a política alemã de austeridade não vai mudar nem mesmo um pouco - e para os cidadãos democráticos da Alemanha e de toda a Europa que observam com horror o pesadelo do ataque das entidades políticas fascistas, racistas e xenófobas.

Currículo

 Karderinis Isidoros

Isidoros Karderinis nasceu em Atenas, em 1967. Ele é um romancista, poeta e colunista. Ele estudou economia e completou estudos de pós-graduação na economia do turismo. Artigos de sua autoria têm sido republicados em jornais, revistas e sites de todo o mundo. Seus poemas foram traduzidos para o Inglês, francês e espanhol e publicados em revistas literárias e seções literárias dos jornais. Ele publicou sete livros de poesia e dois romances. Seus romances e três de seus livros de poesia foram publicados nos EUA e na Grã-Bretanha.

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Facebook: Karderinis Isidoros

Twitter: Isidoros karderinis

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

*Luiz Carlos Borges da Silveira

Luiz Carlos Borges da Silveira 

As constantes modificações das políticas públicas na educação, assim como reformulações e experiências no sistema reforçam a tese de que a solução para o ensino está na Educação a Distância (EAD). Minha experiência na área e análises de especialistas apontam que o futuro é esse, as vantagens sobre o sistema tradicional são inúmeras, favorecidas pelas deficiências crônicas principalmente na educação pública, cujos projetos pedagógicos estão desatualizados. Alguns críticos até já disseram que o modelo de ensino brasileiro se não está falido está próximo disso e que o sistema presencial vai continuar perdendo terreno e pode até vir a ser substituindo pelo ensino a distância. O futuro da educação é digital.

Na verdade, EAD não é coisa nova, existe há praticamente um século, tendo começado pelos cursos por correspondência, precursores em levar o ensino aos mais distantes pontos, onde houvesse alguém interessado em adquirir conhecimento, geralmente com interesse profissionalizante. Nas últimas décadas vem registrando vigorosa expansão, com modernização e qualidade. Os chamados cursos online ganham espaço inclusive em empresas, atraindo profissionais que buscam qualificação e aprimoramento. Empregadores também despertaram e apostam em cursos virtuais para melhorar o nível de conhecimento de funcionários e colaboradores, fatos que acentuam a importância da EAD. “Recrutadores têm percebido que quem busca essa metodologia é alguém focado em sua capacitação”, segundo afirmou um especialista em recursos humanos.

Apesar de todas as evidências e resultados positivos a metodologia ainda não é aproveitada em seu potencial pleno no ensino público. Sabemos que por ser um país de extensão continental o Brasil enfrenta desafios enormes para levar conhecimento a todas as partes e a EAD surge como a alternativa, tem formato acessível ao público com dificuldade de deslocamentos e que se preocupa com custos logísticos na busca de qualificação profissional.

A utilização do ensino a distância na educação oficial é de inconteste necessidade pelas vantagens oferecidas. A tecnologia proporciona ao professor mais ferramentas para ilustrar a aula facilitando o aprendizado muito mais do que no sistema presencial. Estudos especializados e avaliações indicam que os alunos apresentam formação de melhor qualidade na comparação com o modelo tradicional, o aluno em sala de aula encontra mais dificuldade pela carência de material de apoio, o que não ocorre com a disponibilidade dessas ferramentas via internet. Há outro diferencial comprovado: o aluno estuda mais, se esforça mais, porque o professor no sistema EAD é apenas indutor, o estudante tem a obrigação de pesquisar e isso auxilia no raciocínio, ele aprende a pensar. Com o avanço da tecnologia o processo ganhou agilidade e vantagens para o estudante, que não precisa ficar à frente da televisão ou do computador, podendo utilizar qualquer dispositivo com acesso à internet – tablets, smartphones e outros.

A EAD, no âmbito do ensino público, não deve ser pensada apenas como modelo de alfabetização ou para segundo grau. A metodologia associada à moderna tecnologia da informação mostra avanço significativo, são oferecidos cursos de graduação e pós-graduação com alto aproveitamento. Outro importante aspecto que a administração pública (federal, estadual e municipal) deve considerar (e aproveitar) é o treinamento de seus corpos docentes através da EAD e toda sua gama de ofertas em facilidade, agilidade e capilaridade.  A maioria das Prefeituras Municipais, responsáveis pelo ensino básico, não tem condições de proporcionar cursos em conhecimento e atualização aos seus professores. Os cursos online preenchem essas carências de forma eficiente e a um custo quase zero. Então, a modalidade resolveria essa falha no preparo, capacitação, aprimoramento sem prejuízo do tempo que os professores devem dedicar à rotina em sala de aula.

Aponto ainda outro argumento para adequada utilização desse sistema: a educação continuada que pode e deve alcançar também o universo de funcionários públicos dos três níveis que em sua maioria necessitam de reciclagem. O sistema EAD poderia suprir outra falha no ensino no Brasil que é a dificuldade de encontrar professores preparados para as matérias de física, química e biologia com complementação de aulas dessas matérias como reforço para o aluno.

Lembro que para o governo um programa de ensino a distância tem custo ínfimo, visto que o MEC dispõe de condições e estrutura, mantendo rede tecnológica incluindo televisão. Defendo ainda que o sistema seja aproveitado também para um curso de formação política, nos moldes do ensino de Moral e Cívica, que foi matéria da grade curricular no passado. Sugiro que uma instituição isenta, como a OAB, por exemplo, poderia montar um módulo específico, com conteúdo único para todo o país, o que contribuiria para não o correr discrepância entre cursos ou até mesmo para evitar que professores imponham ideologia pessoal. Matéria desse tipo seria muito útil para despertar nos jovens o interesse na participação política, oferecendo formação cidadã com noções políticas para o aprendizado prático do sistema político-eleitoral orientando a juventude no sentido de aprender a votar.

Por fim, lembro que o ensino a distância promove a inclusão social, abre oportunidade a todos indistintamente, dos cursos básicos a pós-graduação, especialização, mestrado, doutorado. É também essencialmente democratizante, todos participam em igualdade de condições, seja um aluno da Avenida Paulista em São Paulo ou de remota localidade na Amazônia, ambos têm a mesma oportunidade, o mesmo conteúdo, o mesmo tutor e o mesmo diploma validado e reconhecido pelo Ministério da Educação.

Para os brasileiros crescerem em conhecimento a educação brasileira precisa se modernizar, abrir e ampliar caminhos, deve possuir capilaridade, promover efetivamente a inclusão social e ter por meta a democratização do ensino, do conhecimento. A educação a distância atende a esses primados, preenche tais requisitos. Para cumprir esses princípios depende tão somente de vontade política.

*Luiz Carlos Borges da Silveira é empresário, médico e professor. Foi Ministro da Saúde e Deputado Federal.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Aplicativo brasileiro é um dos pioneiros no setor e vem mudando o olhar do brasileiro sobre saúde

Quando estamos com dor e precisamos de atendimento médico, a primeira coisa que desejamos é que ele seja ágil e prático, afinal, os sintomas não costumam esperar para aparecer. O Brasil é um dos países que mais sofre quando o assunto é saúde, e os modelos tradicionais de atendimento têm afastado cada vez mais os usuários, que além da burocracia, precisam enfrentar horas e horas em filas esperando um atendimento que muitas vezes não é o adequado.

Dados divulgados pelo do IBGE mostram que 142,8 milhões brasileiros consultam médico anualmente. Segundo informações de relatórios produzidos por empresas privadas de saúde, 80% das consultas em prontos socorros poderiam ser realizadas no ambiente domiciliar, evitando que o paciente seja exposto a ambientes de alta contaminação, sem contar o conforto e a segurança no momento da consulta. Para atender essa necessidade e preencher uma lacuna no mercado, em 2015 foi criado o aplicativo de saúde Docway, que leva o especialista até o paciente.

DocWay app

“Quando criamos o aplicativo, não imaginávamos onde ele poderia chegar. Queríamos melhorar a saúde no país e aos poucos estamos conseguindo. Hoje, atendemos com mias de 2300 médicos em mais de 200 cidades brasileiras, contabilizando mais de 50mil usuários cadastrados. O atendimento humanizado e domiciliar é uma mudança de cultura necessária para a da vida moderna trazendo mais conforto, qualidade e praticidade ao paciente”, explica Fábio Tiepolo, CEO do aplicativo.

Para o Dr. Aier Adriano Costa, clínico geral que atende pelo aplicativo desde 2016, o atendimento médico domiciliar é uma realidade em todo o país, e cada dia que passa ganha mais espaço na vida dos brasileiros. “O atendimento médico domiciliar é prático e é uma necessidade e todos estão vendo isso, ainda mais em um país como o Brasil, que apresenta graves problemas neste setor. A prática médica que apoiamos visa o máximo de conforto e atenção para o paciente, que passa por um atendimento de excelência onde quer que agende a consulta. Isso faz com que os usuários se sintam mais confortáveis em um momento que, na maioria dos casos, ficaria marcado apenas por lembranças ruins”, comenta Costa. Para o médico o aplicativo vira uma opção a mais de atendimento, com a opção de deixar visível os dias e horários disponíveis para atendimento, raio de distância e valor que deseja receber consultas o aplicativo traz uma solução que garante autonomia para esse profissional.

As consultas via Docway são agendadas para o dia, hora e local que o paciente escolher. Todo o atendimento médico domiciliar é personalizado para cada usuário. “Minha mãe já tem uma certa idade, não gosta de ir ao médico, então o Docway surgiu como uma ferramenta indispensável. Gostei muito do atendimento, o médico era excelente e a consulta em casa é com certeza um facilitador. Em breve ela fará outra consulta”, comenta Cláudia Carvalho. Hoje, além das consultas, o aplicativo oferece serviços como vacinas a domicílio e coleta de exames.

Para conhecer todos os detalhes sobre o Docway, que está disponível para os sistemas Android e iOS, acesse o site www.docway.co.