Betim

Avaliação do Usuário: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Por Dr Paulo Marcos Mundim


TEM QUE LEMBRAR MESMO
Não é a notícia que a gente acorda num domingo e quer ver nos jornais. 
Mas até que enfim uma reportagem com abordagem humanizada sobre a catástrofe da DENGUE que assolou Minas Gerais. Aqui ela matou. E muito. E quem aí sabe a dor de uma MORTE EVITÁVEL?
Em um país sério não se morre por causa de um inseto. Mas aqui nessas “Rondônias rudes” um mosquito nos destrói. Mesmo a gente pagando impostos de gente grande ele nos destrói. Claro, as atenções do Poder Público, aqui, não são muito chegadas à palavra VIDA.
Em Betim foi pior. Para as autoridades políticas daqui, a culpa da epidemia foi do cidadão e de sua falta de educação ambiental. Quer dizer que minha avó de quase 90 anos, uma das milhares de vítimas, quase morreu por falta de educação ambiental?! Eu jamais engoliria essa. 
Isso mesmo, EM BETIM A CULPA FICOU SENDO DO POVO. E quem sentenciou isso foi a Prefeitura, que talvez tenha esquecido que a educação ambiental é também papel dela, assim como o trabalho de prevenção (capina, limpeza urbana etc). Essa Prefeitura que apontou o dedo para o povo tem agentes de combate a endemias que não ganham adicional de insalubridade nem EPI (equipamento de proteção individual). 
Essa Prefeitura, também, fez uso de borrifadores MANUAIS de fumacê, imaginando que iria cobrir 343km² de território, por onde o aedes egypti encontrou seu paraíso. 
Ante ao caos e as mortes, a Prefeitura de Betim simplesmente fez a egípcia, e sequer lamentou os óbitos. Eu não vi nenhuma nota de pesar das autoridades municipais.
EM BETIM NÃO HOUVE NENHUMA NOTA CURTA NOS JORNAIS.
Parabéns, Estado de Minas – o jornal, no caso.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

 

Modelos, atrizes, atores, youtubers e cantores (as) da região de Betim e Contagem terão a chance de mostrar o seu talento neste sábado, 29 de junho. O Projeto Passarela, seleção para o maior encontro artístico anual do mundo, passa pela cidade e convida todos os interessados, de 4 a 30 anos, a se inscreverem gratuitamente pelo site www.projetopassarela.com, escolherem o horário que melhor se encaixa em sua disponibilidade (10, 13, 15, 17 e 19 horas) e comparecerem ao Actuall Hotel (Rodovia Fernão Dias, 3443 - Jardim Riacho das Pedras - Contagem) para participar da primeira etapa. 

Não é preciso ter experiência artística anterior ou vestir traje específico. Os candidatos menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável e levar declaração escolar (o documento também pode ser enviado por e-mail até 20 dias após o evento). A organização recomenda aos interessados comparecerem com 15 minutos de antecedência.

O Projeto Passarela viaja todo o Brasil, seleciona e desenvolve novos profissionais do mundo artístico para o MGT Encontro. Considerado o maior encontro de talentos do mundo, o evento será realizado em julho deste ano em Brasília com a coordenação de Marcelo Germano, que já revelou artistas renomadas, como as atrizes Larissa Manoela e Gabriella Mustafá, além de modelos internacionais, como Viviane Orth, Marcelle Bittar e Lucas Kittel.

Informações - Mais detalhes sobre o evento podem ser obtidos pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e telefones (43) 3024-1637 e (43) 99160-2192, das 9 às 18 horas, de segunda a sexta-feira.

 

SERVIÇO – Projeto Passarela em Contagem e Betim (MG)

Data: 29 de junho (sábado).

Horários: 10, 13, 15, 17 e 19 horas.

Local: Actuall Hotel (Rodovia Fernão Dias, 3443 - Jardim Riacho das Pedras - Contagem)

Inscrições gratuitas:  www.projetopassarela.com

Avaliação do Usuário: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Faltando apenas um ano para eleições municipais, uma pesquisa recente do Instituto Paraná Pesquisas divulga que atual prefeito de Betim – MG, na grande BH tem um dos maiores índices de rejeição que chega a 34,4% dos betinenses.

 

O prefeito de Betim, Vittorio Medioli (Sem partido), enfrenta a pior avaliação de sua gestão desde sua eleição 2017, quando assumiu o mandato. Segundo pesquisa do Instituto Paraná realizada nos dias 23 e 27 de maio, 34,4% dos betinenses reprovam a atual administração da cidade, considerando-a ruim ou péssima. Outros 32,5% consideram a gestão regular e apenas 31,5% a avaliam como ótima ou boa. Não quiseram responder ou não opinaram 1,7%

Numericamente, é a pior marca de Medioli desde eleição, dos 15,8% de 2016 e dos 73,1% de julho passado, datas de pesquisas anteriores.
A margem de erro da pesquisa tem três pontos e meio percentuais para mais ou para menos.

 

O último prefeito com taxa de reprovação tão baixa foi Carlaile Pedrosa (PSDB). Ele encerrou sua gestão, em 2016, com 77,2% de reprovação. Já Medioli aparece com baixa aprovação desde que a cidade entrou em caos na saúde, estado de calamidade financeira e também várias manifestações incluindo os recentes protestos da população contra o fechamento da UPA Sete de Setembro uma das principais unidades de atendimento de emergência e urgência no centro da cidade, e da intenção de se levar centro de compostagem que poderia se transformar em lixão na área de proteção ambiental de Várzea das Flores. A rejeição em sua gestão também vem aumentando. Desde então, o prefeito não conseguiu se recuperar.

Além da queda de aprovação o prefeito também está sendo investigado pelo Ministério Público Estadual por supostas irregularidades numa licitação para gestão da recém-inaugurada UPA NORTE por uma entidade.

O instituto Paraná Pesquisas fez a seguinte pergunta:

“A administração do prefeito de Betim, Vittorio Medioli, está sendo, ótima, boa, regular, ruim ou péssima?”

 

Péssima 20,7% = 34,4% desaprovam

Ruim 13,7%


Boa 28,3% = 31,5% aprovam
Ótimo 3,2%

Regular 32,5%

Não sabe/Não opinou 1,7%

 

Tal amostra representativa do município de Betim, MG, atinge um grau de confiabilidade de 95,0 % para uma margem estimada de erro de aproximadamente 3,5% para resultados gerais.


Avaliação do Usuário: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Lançamento do Livro de Poesias de Josiane Emanuelle

No dia 15/06/2019, às 9 horas na Escola Nascimento Nunes Leal, situada na Rua das Mercês 77, Bairro Marimbá na Cidade de Betim, em Minas Gerais, acontecerá uma cerimônia de lançamento do seguinte livro.
“Do Amor e de outras Guerras Urbanas” da aluna e autora Josiane Emanuelle das Dores Rosário, 17 anos, aluna do 2º ano do ensino Médio e diagnosticada, aos 12 anos de idade, com ATROFIA MUSCULAR ESPINHAL TIPO 3 (AME).
“Cada dor, cada rejeição que acontecia comigo e com os amigos era uma inspiração a mais e foi nascendo o sonho de mostrar isso para o mundo”, quando em 2018 aos 16 anos criei um BLOG. Contudo, as pessoas, atualmente, não interessam muito em poesia e o que eu quero é sensibilizar as pessoas através do amor e da cura interior.
Em 2018, através de uma apresentação de trabalhos culturais na escola, foram apresentadas poesias da aluna, onde a professora de história conversando com a professora de apoio ficou sabendo do sonho da Josiane de transformar suas poesias em um livro.
E o sonho transformou em realidade! No dia 15 de junho de 2019, será o grande lançamento do livro “Do Amor e Outras Guerras Urbanas”.


SERVIÇO:
Local do Lançamento:
Escola Estadual Nascimento Nunes Leal: (31) 3596.2880
Professora responsável: Laurita Efigênia (Profª. de História): (31) 99703.6335
Autora: Josiane Emanuelle (autora): 99757.2160
BLOG: www.poemadeumajovemaprendiz.blogspot.com

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

 

 

Até agora já foram entregues 12 malas, sendo 4 por cidade.

No próximo dia 10 de abril, quarta-feira, quatro escolas da rede pública da cidade de Esmeraldas serão contempladas com o Projeto Alegria de Ler, realizado pelo Instituto Ramacrisna o apoio do Criança Esperança. As instituições contempladas: E. M. Josefina Lucas Muniz, E.M. Joaquim Ribeiro Sobrinho, E.M. Zita Lucas e Silva e E. M. João Batista Belo, receberão a Mala de Leitura que se transforma em estante expositora e funciona como uma biblioteca itinerante. O objetivo é promover a sensibilização de leitores e provocar o gosto pela leitura literária em crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, fomentando o prazer de ler, ouvir e contar histórias de forma lúdica e atraente.

 

A entrega será acompanhada da contadora e história Nana (Bruna Bernardes) que realizará um momento lúdico com as crianças. Durante a mediação fala-se sobre a existência de uma mala mágica, recheada de livros, que vira estante, onde está o livro da história contada. Apresenta-se a Mala de Leitura às crianças, em entrega solene, com livros infantil, infanto-juvenil e juvenil. "Até agora já foram entregues 12 malas, sendo 4 por cidade Betim, Mateus Leme e Juatuba. Foram entregues 20 livros por mala", explica Solange Bottaro, vice-presidente do Ramacrisna.

 

O projeto Mala de Leitura - Alegria de Ler tem por objetivo levar a biblioteca para fora de suas paredes, promovendo ações literárias em outros espaços e despertando nas crianças o prazer pela leitura. A mala é um instrumento para transportar livros em segurança, ideal para ser usada em lugares sem biblioteca, uma vez que essa mala se transforma em estante móvel e pode ser fixada em qualquer estrutura. Seus bolsos transparentes exibem as belas capas coloridas dos livros, motivando as crianças a buscá-los. É confeccionada em tecido resistente, nas dimensões 1,40mx1m (aberta, como estante), com 12 bolsas plásticas onde são alocados os livros. Ao ser fechada, para transportar os livros (tem alça), atinge as dimensões 40cmx40cm.

 

Sobre o Ramacrisna

Criado pelo jornalista Arlindo Corrêa da Silva, o Instituto Ramacrisna comemora em 2019, 60 anos de atividades ininterruptas. Desenvolve projetos culturais, educacionais, aprendizagem, profissionalizantes, entre outros, voltados para comunidade em situação de vulnerabilidade social de Betim e nove cidades do entorno. O nome da instituição é em homenagem ao filósofo indiano Sri Ramakrishna, ecumenista que viveu no século 19 e pregava o trabalho social como forma de transformação do ser humano. Ele se tornou conhecida em todo o Brasil como instituição do Terceiro Setor referência em projetos de autossustentabilidade por possuir uma Fábrica de Telas de Arame. O resultado obtido com as vendas é destinado ao setor social da Ramacrisna, garantindo mais autonomia e uniformidade no atendimento às pessoas amparadas pelos projetos.

O Ramacrisna ainda coleciona, desde sua fundação, diversas premiações renomadas, entre elas o Prêmio Itaú-Unicef, no qual ficou em 1º lugar na regional Minas Gerais e finalista Nacional em 2017 e 2018. O prêmio é considerado o maior do Brasil no campo da educação com a chancela da UNICEF – Fundo das Nações Unidades Para a Infância. Foi selecionada entre as 100 Melhores ONGs para se doar e a melhor em Assistência Social no Brasil pelo Instituto Doar e Rede Filantropia. E ainda está no Ranking internacional "Great Place to Work (GPTW)", que reconhece os melhores lugares para se trabalhar. Somente em 2018, a instituição atendeu 87.161 pessoas em sua sede e em parceria com o Poder Público.

 

SERVIÇO

Instituto Ramacrisna

Rua Mestre Ramacrisna, 379, Santo Afonso – Betim/MG

Telefone: (31) 3438-5500

www.ramacrisna.org.br