Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

 

Encontro traz as políticas públicas do Governo de Minas Gerais na área de inovação, modelos em andamento nos municípios e soluções de mercado

Prefeitos, gestores e vereadores participam nesta quinta-feira (04), em Contagem, do II Fórum de Cidades Digitais da Região Metropolitana de Belo Horizonte, promovido pela Rede Cidade Digital (RCD) em parceria com a Prefeitura de Contagem, para tratar da modernização dos serviços públicos. Representantes de quase 30 municípios estão inscritos para o encontro que acontece no Espaço Integrado Prefeito Evaristo Belém, na Praça Tancredo Neves, a partir das 8 horas da manhã. A abertura contará com a presença do engenheiro no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Areno Pires Filho.

O evento traz as políticas públicas do Governo de Minas Gerais através da participação do Subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, Victor Becho, além de modelos em andamento nos municípios e soluções de mercado. “O objetivo do fórum é promover a troca de experiências entre os gestores e aproximá-los desse ambiente de inovação, facilitando o planejamento dos municípios no setor”, ressalta o diretor da RCD, José Marinho. A programação completa está disponível pelo http://forum.redecidadedigital.com.br/contagem

Durante o Fórum também serão reconhecidos os projetos inovadores da região, por iniciativas tecnológicas implantadas nas localidades. “Reforça a importância da tecnologia para resolver os mais diversos problemas nas cidades, gerando economia, desenvolvimento e trazendo facilidades ao cidadão”, observa Marinho. O II Fórum de Cidades Digitais da Região Metropolitana de Belo Horizonte tem o patrocínio ouro da Inovadora, GOVBR, 1DOC, Transitabile, Online Soluções e InnovaCity; bronze da PlayTable, além do apoio de mídia do Canal Gerência Pública.

Serviço

II Fórum de Cidades Digitais da Região Metropolitana de Belo Horizonte

04 de abril, em Contagem

Local: Espaço Integrado Prefeito Evaristo Belém – Praça Tancredo Neves,

n° 200 – Camilo Alves

Início: 8h

Inscrições gratuitas para servidores públicos, academia e entidades http://forum.redecidadedigital.com.br

Informação pelo (41) 3015-6812 ou pelo Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Encontro, na próxima semana, reúne prefeitos, gestores públicos e vereadores para tratar de melhorias nos serviços públicos com investimentos em tecnologia

Representante de 20 municípios já estão inscritos para o II Fórum de Cidades Digitais da Região Metropolitana de Belo Horizonte, que acontece na quinta-feira (4/4) em Contagem por meio de uma parceria entre a Rede Cidade Digital (RCD) e a Prefeitura de Contagem.

As inscrições, que são gratuitas para servidores públicos, academia e entidades, prosseguem pelo site http://forum.redecidadedigital.com.br até a próxima quarta-feira (3), véspera do evento. A programação do encontro traz políticas públicas, casos de sucesso nos municípios do Estado e soluções de mercado. “Promove a troca de experiências, facilitando o planejamento das cidades, e aproxima gestores do mercado fornecedor de tecnologias inovadoras”, resume o diretor da RCD, José Marinho.

Entre as soluções já confirmadas estão sistemas para gerenciamento eletrônico de documentos, Saúde, Educação, Segurança e Finanças, além de ferramentas voltadas para mobilidade urbana e conectividade.

Projeto Inovador – 14 municípios da Região Metropolitana foram selecionados para a entrega do título de Projeto Inovador durante o Fórum, por iniciativas tecnológicas implantadas nas localidades. Conforme ressalta do diretor da RCD, o objetivo é valorizar as boas práticas que visam eficiência de gestão e melhorias na vida dos cidadãos.

O projeto Lousa Digital, da Prefeitura de Confins, tem levado o futuro às salas de aula do munícipio e por este motivo recebe reconhecimento no evento. “A lousa digital, junto a outras iniciativas nossas na educação, aumentou o interesse e o envolvimento dos alunos no ensino. Nosso Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) está melhorando”, ressalta a Secretária de Educação de Confins, Márcia Luiza da Silva Costa.

Caeté é outro município que recebe o título no encontro pelo projeto Diário Eletrônico Escolar. O Coordenador Técnico Pedagógico de Caeté, Fábio Cornélio Filho, já vê resultados gerados pelo projeto “Tínhamos uma grande burocracia e um grande volume de material com o diário escolar de papel, diferente do eletrônico, que trouxe agilidade, informatização rápida, acessibilidade,  segurança de não perder arquivos e acesso para os pais dos alunos”, avalia.

Confira a relação:

Projeto Inovador 2019 – Região Metropolitana de Belo Horizonte 

 

CIDADE

PROJETO

CAETÉ

Diário Eletrônico Escolar

CONFINS

Lousa Digital

CONTAGEM

Modernização
tecnológica na saúde

IGARAPÉ

Projeto Olho Vivo

LAGOA SANTA

Emissão online de
taxas de protocolo

BELO VALE

Portal do Servidor

BOM JESUS DO AMPARO

Internet Comunitária

MATEUS LEME

Sistema de Ponto
Eletrônico

NOVA LIMA

Curso de Informática

PEDRO LEOPOLDO

Sistema Eletrônico
Rotativo Urbano

RIO ACIMA

Circuito de Ouro App

SANTA LUZIA

Portal Empreender
sem complicação

ITABIRITO

Sistema de
Estacionamento Rotativo

PARÁ DE MINAS

Procon Online

O II Fórum de Cidades Digitais da Região Metropolitana de Belo Horizonte tem o patrocínio ouro da Inovadora, GOVBR, 1DOC, Transitabile, Online Soluções e Softplan; bronze da PlayTable.

Serviço

II Fórum de Cidades Digitais da Região Metropolitana de Belo Horizonte

04 de abril, em Contagem

Local: Espaço Integrado Prefeito Evaristo Belém – Praça Tancredo Neves,

n° 200 – Camilo Alves

Início: 8h

Inscrições gratuitas para servidores públicos, academia e entidades http://forum.redecidadedigital.com.br

Informação pelo (41) 3015-6812 ou pelo Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A fábrica da Ambev em Minas Gerais, localizada em Juatuba, na Grande Belo Horizonte, foi interditada por problemas nas instalações e higiene ruim. Conforme o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), fiscais do Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal (Sipov) estiveram no local nesta semana e constataram problemas nas instalações. Dentre as inadequações listadas estão mofo nas paredes e no piso e vidros quebrados, telhado com sujeira e até presença de pássaros no interior da unidade.

A fábrica da Ambev em Juatuba produzia cervejas e chope das marcas Skol, Caracu, Antarctica Sub Zero, Brahma, Serrana e Original. O prédio da indústria de bebidas funcionava desde a década de 1970 no local.

O Ministério da Agricultura informou que amostras das bebidas foram coletadas e enviadas ao laboratório da pasta, que fica em Jundiaí, no interior de São Paulo. Os laudos devem ser concluídos na próxima semana. 

Retorno insatisfatório

Segundo o chefe substituto do Sipov, Adenir Monteiro, foi realizada nessa sexta-feira (15) reunião com representantes da empresa. O plano de correção das não conformidades teria sido insatisfatório, no entanto. Em função disso, a fábrica permanecerá interditada, informa o Ministério da Agricultura.

A pasta disse ainda que a Ambev de Juatuba estava funcionando sem o registro do ministério. "Foram esgotadas todas as possibilidades de solução dos problemas e os prazos para adequação não foram cumpridos", diz o texto oficial.

Um processo administrativo (PAD) contra a empresa foi aberto. A multa prevista para a Ambev pode chegar a R$ 117 mil. 

Em  nota, a Ambev informou que, em razão da suspensão temporária das atividades da fábrica de Juatuba, pequenas reformas estão sendo realizadas. A empresa afirmou que as questões não têm qualquer relação com a qualidade das bebidas produzidas na cervejaria e garantiu que não haverá risco de desabastecimento do mercado local.

A Ambev é uma empresa de capital aberto, sediada em São Paulo, mas com atuação no Brasil e em outros 16 países, dentre eles Argentina, Canadá, Chile e Uruguai.


 

Hoje em Dia

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Os bombeiros que trabalham nas buscas pelas vítimas da tragédia provocada pelo rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG) encontraram mais oito corpos soterrados pela lama, elevando para 150 o número de mortes confirmadas, e 182 pessoas estão desaparecidas, informou o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais nesta quarta-feira; 134 corpos foram identificados

(Reuters) - Os bombeiros que trabalham nas buscas pelas vítimas da tragédia provocada pelo rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG) encontraram mais oito corpos soterrados pela lama, elevando para 150 o número de mortes confirmadas, e 182 pessoas estão desaparecidas, informou o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais nesta quarta-feira.

"São corpos que foram retirados da área do estacionamento, da ETM (Estação de Tratamento de Minério) e também dos arredores da região do vestiário. Então, esses três locais eram locais que nós já estimávamos que encontraríamos uma quantidade considerável de corpos, e essa expectativa foi confirmada", disse a jornalistas o tenente Pedro Aihara, porta-voz dos Bombeiros, em entrevista coletiva em Brumadinho.

"Essa situação foi possível somente agora, porque, como eu já havia abordado em coletivas anteriores, foi necessário fazer uma escavação bastante profunda, e aí nós conseguimos acessar essa quantidade de corpos", afirmou o porta-voz, acrescentando que os bombeiros ainda utilizam maquinário pesado para encontrar corpos sob a lama.

O rompimento da barragem de rejeitos de mineração da mina Córrego do Feijão, ocorrida em 25 de janeiro, lançou uma avalanche de lama que devastou o centro administrativo da Vale, incluindo um refeitório onde várias pessoas almoçavam. Também foram atingidas e destruídas uma pousada que ficava na região e diversas partes da cidade de Brumadinho.

Entre os 150 mortos confirmados, 134 corpos foram identificados, de acordo com os números divulgados pelas autoridades nesta quarta-feira.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

 

Comissão de Defesa do Consumidor da ALMG ouve coordenador do órgão em audiência nesta quinta (14), às 10 horas.

A Comissão de Defesa do Consumidor e do Contribuinte da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realiza nesta quinta-feira (14/3/19), às 10 horas, audiência pública sobre o trabalho desenvolvido pelo Procon Assembleia.

A reunião será no Plenarinho III e foi solicitada pelos deputados Bartô (Novo), presidente da Comissão, e Elismar Prado (Pros), com o objetivo de ouvir o coordenador do órgão, Marcelo Barbosa. Ele vai apresentar o relatório de atividades do Procon no ano de 2018.

Criado para orientar o consumidor sobre seus direitos e intermediar conflitos nas relações de consumo, o Procon Assembleia promove audiências de conciliação em busca de acordo, quando solicitado, e orienta consumidores sobre providências, entre elas como recorrer à Justiça.

Também avalia consultas e denúncias feitas por entidades ou pessoas jurídicas e formula representações no Ministério Público sobre irregularidades nas relações de consumo. E ainda assessora a criação de Procons municipais e presta informações à imprensa.

Os serviços são gratuitos, a não ser em casos como despesas relativas a cópias de documentos ou serviços dos Correios.