Imprimir
Categoria: Betim
Acessos: 1438
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
Segundo a Polícia Militar, a paciente foi ameaçada por um homem que também aguardava atendimento médico na UBS Vianópolis.

UBS-VIanópolis_Betim_MG-13-09-21-.jpg
Briga na UBS Vianópolis deixou funcionários e pacientes assustados — Foto: Reprodução/Redes sociais/Prefeitura de Betim

Um homem com um canivete ameaçou uma mulher durante a triagem do atendimento médico na Unidade Básica de Saúde (UBS) Vianópolis, em Betim, na Grande BH, nesta segunda-feira (13) de manhã. Funcionários e outros pacientes que estavam no local ficaram apreensivos.

Segundo a Polícia Militar (PM), o 190 recebeu várias chamadas para uma ocorrência de briga entre pacientes na unidade de saúde. Ao chegarem ao local, os militares constataram que se tratava de uma discussão entre um homem, de 43 anos, e uma mulher, de 30.

De acordo com a vítima, o homem foi chamado para passar pela triagem, mas, como não estava no local, ela foi a próxima da fila. Durante o atendimento, a mulher afirmou que o suspeito da agressão invadiu a sala e começou a ofendê-la. Em seguida, ele deu um soco em seu peito e mostrou um canivete, dizendo que "ela não sabia com quem tinha mexido".

A paciente, então, ligou para o marido, que foi até a UBS, conseguiu tomar o canivete das mãos do agressor e o empurrou quando ele partiu para cima dela.

Em conversa com os policiais, o suspeito disse que entrou na sala onde a mulher fazia a triagem só para perguntar se ele já havia sido chamado, alegando que a vítima o chamou de "folgado" e o mandou sair. O homem disse que isso gerou uma discussão e ele tirou o canivete da bolsa para se defender, pois a paciente havia ligado para o companheiro, mas negou tê-la agredido ou ameaçado.

A PM apreendeu o canivete, e os envolvidos aceitaram assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) para uma audiência na Secretaria do Juizado Especial Criminal de Betim. Após a situação se acalmar, todos foram liberados.

Procurada pelo jornal, a Prefeitura de Betim afirmou, em nota, que "apesar da briga não ter ocorrido dentro da unidade, a gerente acionou a Polícia Militar para resolver a situação" e que a "UBS Vianópolis está funcionando normalmente".

*Estagiário com supervisão de Cristina Moreno de Castro

G1