Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O projeto define os direitos e deveres de usuários e provedores de serviços de conexão e aplicativos na internet. O texto agora segue para o Senado

 

 

Após cinco meses de polêmica e intensos debates, a Câmara aprovou hoje (25) o projeto do Marco Civil da Internet (PL 2126/11). Os deputados aprovaram o texto em votação simbólica. Desde 28 de outubro de 2013, o projeto passou a trancar a pauta da Câmara.

O projeto define os direitos e deveres de usuários e provedores de serviços de conexão e aplicativos na internet. A aprovação abre caminho para que os internautas brasileiros possam ter garantido o direito à privacidade e à não discriminação do tráfego de conteúdos. O texto agora segue para o Senado e, caso seja aprovado lá também, deverá ir para sanção presidencial.

“Hoje em dia precisamos de lei para proteger a essência da internet que está ameaçada por praticadas de mercado e, até mesmo, de governo. Assim, precisamos garantir regras para que a liberdade na rede seja garantida", disse o relator do projeto deputado Alessandro Molon (PT-RJ).

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

POR TOMAZ ANTONIO BRUM

Por muitos anos, quase toda sexta feira, nos deparamos com uma ou outra denúncia veiculada (sabemos bem onde), também é sabido que no meio de tanta irregularidade possível, só vão à tona em nossa cidade aqueles casos que por um motivo ou outro interessa ao dono daquela mídia e seus aliados, via de regra,as escritas do último dia útil da semana, clamam por CPI´s, M.P´s, sindicâncias,entre outras formas oficiais de investigar os ali apontados; mas ao estampar os ditos fatos e a celebre frase “entenda o caso”, carimbar o selo “tempo ruim”, o objetivo desejado, que é de difamar, desmoralizar e desarticular os agentes daquele caso, enfraquecendo-os assim, instantaneamente é alcançado, fazendo do desejo por apuração, mera ilustração, flores para história.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A Prefeitura de Betim, por meio da Superintendência Antidrogas, está oferecendo 30 vagas gratuitas para dependentes químicos no município. A oportunidade surgiu através do programa estadual Aliança pela Vida, que, de acordo com o decreto nº 45.551 que rege o projeto, 1% do orçamento de órgãos e secretarias do Estado deve ser investido em ações sociais de prevenção e combate às drogas que sejam desenvolvidos na região metropolitana de Belo Horizonte.

Em Betim, a parceria foi firmada com comunidades terapêuticas que contam com o apoio de uma equipe multiprofissional (psicólogo, terapeuta ocupacional, enfermeiro e assistente social). Nessas unidades são realizados projetos de prevenção e de tratamento à dependência química, com abordagens terapêuticas e ações que motivem os pacientes a buscarem novos estilos de vida, mantendo os pacientes saudáveis, produtivos e com relações familiares e sociais estáveis.

Para participar

Para se inscrever no programa é preciso se apresentar na Superintendência Antidrogas (avenida Nossa Senhora do Carmo, 550, Centro), portando carteira de identidade, CPF e comprovante de residência. O interessando deve morar em Betim e ser maior de idade. O telefone de contato da superintendência é o 3531-2575.

Cartão Aliança

O atendimento nas instituições credenciadas será feito com a utilização do Cartão Aliança pela Vida, que funciona como um auxílio financeiro mensal no valor de R$ 900. Esse recurso deve ser usado para custear o tratamento, locomoção e alimentação. O repasse do valor do tratamento é feito diretamente à instituição escolhida.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Numa prova contundente de que os trabalhadores sócios e sócias do Sindicato dos Metalúrgicos de Betim, Igarapé e São Joaquim de Bicas confiam na forma como a entidade vem sendo conduzida nos últimos anos, pautada na transparência das ações e na firme defesa dos direitos dos trabalhadores da categoria, a Chapa 1 – Garra Metalúrgica, da CTB, foi reeleita para um novo mandato com uma votação expressiva de 98,87% dos votos válidos.

A apuração dos votos foi realizada na última sexta-feira (14), no Clube dos Metalúrgicos, em Betim, após três dias de eleições, realizadas entre os 12 e 14.

Em discurso após a divulgação do resultado, o presidente reeleito do Sindicato, João Alves de Almeida, ressaltou que a reeleição “aumenta a responsabilidade da entidade na condução das lutas em favor dos interesses dos trabalhadores da categoria”.

Eleito para o seu segundo mandato consecutivo à frente do Sindicato, o presidente João Alves de Almeida conversou, após a confirmação da vitoria da chapa. Na entrevista, João Alves destacou a importância da vitória da Chapa da CTB, falou da renovação nos quadros de direção da entidade e destacou os inúmeros desafios que a categoria tem pela frente nos planos local e nacional.

Ele também ressaltou a importância de se garantir mais um mandato de Dilma Rousseff na presidência da República e conclamou pela unidade dos trabalhadores em torno de bandeiras de luta em comum, em nível nacional. Por fim, afirmou acreditar ser necessária a ampliação da unidade e participação do trabalhador na vida do Sindicato. “O que move o Sindicato são os trabalhadores, que devem estar mobilizados nas fábricas e unidos à entidade para avançarmos nas lutas e conquistas”. Confira a entrevista:

O que representa esta vitória, que estará novamente à frente do Sindicato pelos próximos três anos?
Em primeiro lugar, é uma responsabilidade muito grande que nos é delegada pelos milhares de metalúrgicos e metalúrgicas sócias do Sindicato, aos quais, aliás, agradecemos pelos votos. É uma vitória que só aumenta ainda mais nosso dever e compromisso de continuar zelando com transparência pelo patrimônio da categoria, e, claro, de seguir adiante na luta em favor de melhores condições de trabalho para os metalúrgicos, uma vez que temos enormes desafios pela frente.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Aloísio Ferreira Gomes sofreu um infarto agudo no miocárdio

 

Morreu no início da tarde desta sexta-feira (21), o ator e humorista Aloísio Ferreira Gomes, o Canarinho, do programa A Praça é Nossa. De acordo com a assessoria de imprensa do SBT, Canarinho, de então 86 anos, sofreu um infarto agudo no miocárdio no último domingo (16), e estava internado no Hospital Santana, em Mogi das Cruzes, São Paulo.