RECONHECIMENTO

O prêmio foi concedido nesta sexta (27/10/2017) durante o XVIII Seminário Internacional Ética na Gestão

O Ministério do Trabalho recebeu nesta sexta-feira (27) o prêmio de boas práticas no serviço público pelo projeto Representantes Locais da Comissão de Ética do órgão federal. A premiação foi concedida pela Comissão de Ética Pública (CPE) da Presidência da República, durante o XVIII Seminário Internacional Ética na Gestão, a Afirmação dos Princípios da Administração Pública.

O prêmio foi recebido pela presidente da Comissão de Ética do Ministério, Ana Maria Machado Marquês. O projeto Representantes Locais envolve 48 servidores das Superintendências Regionais e seis conselheiros da comissão, e tem a missão de promover ações educativas, preventivas e de comunicação direcionadas à conduta ética no ambiente de trabalho.

"Dedico esse reconhecimento a todos os servidores envolvidos no trabalho, que demandou tempo e esforço para inovar em práticas éticas e condutas de gestão comprometidas com esse valor", afirmou Ana Maria.

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, parabenizou a iniciativa dos servidores. Segundo ele, essa premiação demonstra o compromisso dos envolvidos em construir uma consciência comprometida com os princípios que regem a administração pública. "Estamos muito felizes com essa premiação. O projeto demonstra o comprometimento e a dedicação dos servidores com a moralidade, legalidade, eficiência, impessoalidade, princípios da administração pública", pondera o ministro.

Segundo Ana Maria, os servidores passaram por um processo seletivo e capacitação antes de assumirem a função de ser o elo da Comissão Ética do MTb nas regionais. "O projeto tem como objetivo aproximar a comissão dos servidores que ficam nos estados e tem base em três pilares: seleção, capacitação e acompanhamento. O trabalho é para que possamos trocar informações, ideias e experiência seguindo as mesmas diretrizes de boas práticas", frisa.

Além do MTb, a Receita Federal e os Correios foram premiados na ocasião.

 

Com foco na capacitação de líderes, o curso Professional Leader Coach será realizado nos dias 7 e 8 de outubro, pelo Instituto Excelência – Gestão & Coaching, no hotel Max Savassi. A formação tem como objetivo proporcionar o autoconhecimento e aprimorar as habilidades e competências através da aplicação da metodologia do coaching. O Instituto, que é comandado pela Master Coach Sênior Renata Lemos, é reconhecido internacionalmente e certificado pelas instituições Behavioral Coaching Institute e Instituto Mentor Coach.

O workshop é destinado para líderes, gestores e profissionais que querem desenvolver suas habilidades e competências de liderança. Segundo Renata, o participante terá uma percepção única de si mesmo, de sua equipe e de sua autoridade. "O nosso propósito é capacitá-lo para aumentar sua performance. Sendo assim, ele estará apto a engajar e desenvolver sua equipe”, explica. Os pontos trabalhados, além dos já citados, são: feedback, empoderamento, controle das emoções, comunicação, melhor gestão do tempo e da produtividade, agilidade e comprometimento.

Serviço

Professional Leader Coach

Data: 07 e 08 de outubro de 2017

Horário: 09:00 às 19:00

Local: Hotel Max Savassi

Endereço: Rua Antônio de Albuquerque, 335 - Savassi, Belo Horizonte

Contato: (31) 2573-2008

Inscrição: https://www.institutoegc.com.br/turma/40/professional-leader-coach

A Alta Energia Franchising – grande rede de franquias mineira - inaugurou no dia 4 de abril, a sua nova Unidade FIT, em Itajaí (SC). Essa é a 4ª unidade inaugurada no Sul do país. Musculação, Lutas e Ginástica são as modalidades de destaque na nova academia.

O empresário Vagner Pelizzari, investiu em torno de R$1.000,000,00 (Um milhão de reais), na franquia. “Conheci a Alta Energia através de um outro franqueado. Vários aspectos me atraíram, tais como: possibilidade de fazer parte de uma rede, fortalecer o nome no mercado, e os principais pontos foram, a probabilidade de crescimento e especialmente a possibilidade de ser orientado por pessoas experientes, com ótimos resultados alcançados no mercado fitness”, explica Pelizzari.

A rede Alta Energia

Com investimento inicial de $ 15 mil dólares, foi inaugurada, há 23 anos atrás, a primeira unidade da Alta Energia. Atualmente avaliada em $ 15 milhões de dólares, a rede está presente nas regiões sudeste, sul e norte do país, com 23 unidades em funcionamento. Há cerca de cinco anos, a empresa optou pela expansão por meio de franquias e a expectativa para 2016 é chegar a 50 unidades. Até o final de 2017 são aguardadas 80 franquias. A rede dispõe de três modelos de franquias: Alta Energia Fit, 30’Extreme Fit e Studio Alta Energia. Os investimentos são a partir de R$ 300 mil e chegam a R$ 3 milhões. O tempo de retorno depende de alguns fatores, com variável de 24 a 48 meses. A área mínima para instalação de uma unidade é de é de 250m² e os royalties aplicados são de 6%.

Academia Alta Energia

Avenida Bandeirantes, 1550 – Mangabeiras - Belo Horizonte – MG

(31) 3786-0026

www.altaenergia.com.br/franquias

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Dar oportunidade de crescimento aos funcionários, sem comprometer os projetos da empresa é o que espera todo grande empresário. A diretora do Instituto Excelência – Gestão e Coaching , Renata Lemos, explica como a ferramenta do coaching pode auxiliar

Assumir uma vaga como sênior ou conquistar um cargo de liderança em uma empresa é o que almejam os trabalhadores. Diferente dos níveis ‘júnior’ e ‘pleno’, estes cargos possuem autonomia o suficiente para tomar decisões e assumir projetos. Mas a dificuldade em conseguir preencher estes cargos não está somente no fato de encontrar alguém com as qualificações necessárias, está, também, na complexidade que é designar qual funcionário irá ocupar tal posição. É por isso que muitas empresas estão recorrendo às consultorias e ao processo de coaching

A resistência em promover um funcionário para um cargo maior é um dos impasses vividos pelas chefias. Reconhecer o potencial de sua equipe e prepara-la para promoções é dever do líder. “As lideranças possuem uma certa resistência em relação a promoções. Talvez por experiências anteriores negativas ou por receio em trocar seu funcionário de posição e ele não conseguir corresponder às expectativas, comprometendo, assim, o trabalho”, conta Renata Lemos, Master Coach Sênior  e Diretora do Instituto Excelência – Gestão e Coaching

Visando empresas que estejam em crescimento e organizações que planejam mudar seus ranques de liderança, o ‘Coaching de sucessão’, conduzido por um profissional Coach , surge como uma ajuda para os empresários. Renata explica que as formações e cursos de Coaching  tem como objetivo auxiliar os líderes a avaliarem suas equipes, descobrirem quais funcionários possuem potenciais para posições sêniores e preparar estes candidatos. “O coaching é um processo de desenvolvimento. Nós aplicamos técnicas em busca do autoconhecimento, da estruturação das ideias, da lapidação da personalidade, da resolução dos problemas e do aumento da performance de cada indivíduo. O que fazemos é ajudar os representantes das empresas a reconhecerem as qualidades individuais de seus funcionários”, afirma.

Ser líder inclui, além das tomadas de decisões, engajar e motivar sua equipe, para alcançarem as metas. Sendo assim, na maioria das vezes, é necessário delegar funções. Por isso, saber enxergar as qualidades e traçar o perfil de cada funcionário, torna-se, atualmente, uma função fundamental para as organizações, segundo Renata.

Renata Lemos – Master Coach Sênior e Trainer

- Diretoria  do Instituto Excelência – Gestão e Coaching;

- Trainer das metodologias: Formações de Coaching Profissional, Vendas, Lideranças e Metodologias Corporativas;

- Master Coach Sênior – BCI – Behavioral Coaching Institute, Master Executive Coaching e Psicanalista;

- Trainer Nacional e Internacional de Management 3.0;

- Leadership Coaching – Ohio University – EUA;

- Facilitadora de metodologia Aprendizagem Experencial e Coaching de Equipes – UNO Group Internacional;

- Administradora de Empresas com MBA em Gestão Estratégica de Negócios;

- Professora de cursos de Pós-Graduação;

- Coach de Executivos com especializações em Business & Executive Coaching;

- Palestrante motivacional e de liderança;

- Possui mais de 5.000 horas de atendimento a processos de coaching: Life, Carreira, Business e Executive;

- Mais de 10.000 horas na aplicação de treinamentos com foco na metodologia Coaching;

- Coautora do livro: Coaching Desenvolvendo Pessoas e Acelerando Resultados – editor IBC;

- Especialista em Desenvolvimento Humano, Equipes de Alta Performance e Liderança;

- Vivência como Gestora na área Comercial com mais de 20 anos de experiência em grandes empresas multinacionais como AmBev, Pepsico, Mars, Contente, Ceras Jonhson e Gomes da Costa/Carbonel.

Serviço

Instituto Excelência Gestão & Coaching

Endereço: Av. Abrahão Caram, 430 - Sala 105

Contato: 31 2573-2008

https://www.institutoegc.com.br/

Visto como um mercado que ficava em segundo plano, hoje o setor de restauração é a solução para muitos

 

Aumento de desemprego, inflação, instabilidade e insegurança. Este é o cenário atual na vida de grande parte dos brasileiros. Diante desta inconstância econômica, as pessoas estão deixando de investir em novos bens e reparando os que já possuem, o que torna, na maioria das vezes, esta ação mais vantajosa. E neste contexto, quem sai ganhando são os empresários do setor de reparos.

O engenheiro mecânico Moisés Gomes, proprietário da oficina de reparos automotivos Garagem de Ouro e da escola do mesmo segmento, Maxim Treinamentos, aposta no setor e, além de oferecer o serviço, capacita as pessoas para tal. “A procura por cursos técnicos está acompanhando a crise, pois, com receio do desemprego, as pessoas investem no plano B. Aquela vontade de abrir o próprio negócio ganha um gás com as dificuldades que aparecem. Além, também, de levarem em conta que o mercado de consertos é um dos que mais crescem atualmente”.

Diante desta crise que se instaurou, parte do setor automobilístico sofreu. Segundo dados divulgados pela Associação de Concessionárias Fenabrave, os emplacamentos fecharam o 1º bimestre de 2016 com queda de 31,3% se comparado ao mesmo período do ano passado. Devido a isto, algumas montadoras até concederam férias coletivas para alguns de seus funcionários com o intuito de ajustar a linha de produção à demanda de mercado.

Em contrapartida, o setor de oficinas mecânicas ou profissionais autônomos desta área perceberam um aumento na procura pelos serviços. “Quem possui um automóvel percebeu que vale mais a pena fazer uma revisão e reparos, do que trocar de veículo. Até porque o mercado de vendas esfriou muito no final do último ano e início de 2016”, diz Moisés. O profissional ainda ressalta que, atualmente, existem várias técnicas para realizar serviços de reparos e que sua eficácia é cada vez maior.

Apesar de quase todos os setores estarem sofrendo de alguma maneira, claro, com intensidades distintas, alguns empreendimentos estão conseguindo escapar dos respingos da crise. Os prestadores de serviços de reparos - autônomos ou não – e as escolas de cursos técnicos, são alguns exemplos dos poucos negócios que mantém maior estabilidade, obtendo lucros e crescendo gradualmente. “Consertar e investir em conhecimento são duas boas oportunidades de tirar proveito diante da crise, pois criam autonomia e agregam valor”.

“Vejo através dos alunos uma enorme vontade de não deixar se abater perante a instabilidade. Muitos perdem seu emprego e, por não conseguirem uma oportunidade no mercado, veem nos cursos técnicos uma saída para tomar as rédeas da vida profissional”, finaliza o empresário. O aposentado Geraldo Nazário sempre teve vontade de trabalhar por conta própria. “Depois de 30 anos trabalhando como supervisor de produção em mineradoras, resolvi fazer cursos voltados para a área automotiva, que sempre gostei. Apesar deste momento de crise, o retorno está sendo satisfatório”. Considerando que a instabilidade não tem data prevista para chegar ao fim, o setor de reparação vem se tornando uma boa alternativa para driblar a crise.

 

A Maxim Treinamentos

Há cerca de 8 anos, a Maxim Treinamentos oferece cursos técnicos direcionados à estética automotiva como martelinho de ouro, espelhamento de pintura, polimento técnico, revitalização de faróis e micro pintura e tira riscos. “Não somos somente uma escola de serviços de funilaria e pintura, o nosso DNA é formar alunos que entrem no mercado imediatamente. Para isso oferecemos um pacote completo que inclui, inclusive, programas de estágio e certificado de conclusão”, afirma Moisés, proprietário da empresa.

Com carga horária máxima de 80h por curso, a Maxim oferece toda uma infraestrutura durante e após os cursos, como ferramentas e site para o recém-formado, além de consultas para tirar dúvidas durante a carreira. “Além de ensinar aos alunos todos os processos de forma prática e minuciosa, trabalhamos com palestras motivacionais para estimular e ajudar na administração da nova profissão. Comunicação, planejamento, gerenciamento de tempo, inovação e imagem estão entre os pilares para uma carreira bem-sucedida. E é isso que oferecemos na Maxim”, afirma o empresário.

 

Serviço

Maxim Treinamentos

Av. José Cândido da Silveira, 2936A - Santa Inês

Belo Horizonte – MG

(31) 3532-1313 / (31) 9648-2125

www.cursomartelinhodeouroembh.com.br

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.