LBV - Legião da Boa Vontade

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

“Richard Fortus (guitarra), Dizzy Reed (teclado), Chris Pitman (teclado) e Frank Ferrer (bateria)”, integrantes do Guns N’ Roses, uma das bandas de rock mais famosas do mundo, visitaram nesta segunda-feira (24/3) o Templo da Boa Vontade (TBV), localizado no SGAS 915, Lotes 75/76, em Brasília/DF.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Paiva Netto

Recentemente, Brasília foi confirmada como cidade sede do Fórum Mundial da Água de 2018. E em 22 de março, celebramos o Dia Mundial da Água.

Discutir sobre o líquido sustentador da vida e se o utilizamos de modo sensato é na atualidade uma pauta indispensável. O Brasil, de forma geral, pode se considerar privilegiado, como declarou o dr. Paulo Lopes Varella Neto, diretor de Gestão da Agência Nacional de Águas (ANA). Ele explica: “Nós somos o país que mais dispõe de água doce no mundo, e 12% dela é gerada em território nacional. Mas, se considerarmos a água que vem de outros paísese que por aqui passa e, portanto, está disponível para uso, dispomos de aproximadamente 18% da água doce na Terra”.Contudo, a questão é conseguir administrar bem essa fartura, a fim de atender às necessidades de todos. Apesar de abundante em certas regiões, ela é escassa em outras. Um ponto igualmente relevante é o cuidado que devemos ter para não degradar os recursos hídricos.

INTEGRADOR GEOGRÁFICO E GEOPOLÍTICO

O dr. Paulo Varella, que é hidrogeólogo, trouxe-nos um exemplo interessante: “Como a água carrega no seu sabor, na sua cor, no seu cheiro a memória dos territórios por onde passa, ela é um integrador geográfico. E, como também não respeita limites de Estados, nem mesmo de países, ela é um integrador geopolítico. De maneira que vi, há pouco tempo, ao visitar uma determinada instalação nos Estados Unidos, uma frase que me chamou a atenção e agradou: ‘No mundo da água estamos todos ajudantes’. O que quer dizer o seguinte: temos responsabilidades de que a água que passa por nós, a que usamos, afetará a outros que estão mais abaixo. E a água que estamos usando certamente já passou por alguém que estava águas mais acima”.

Falando ao Portal Boa Vontade, comentou: “O esforço que a Agência Nacional de Águas faz, que o governo faz, que os comitês de bacias fazem, tem como motor a posição individual de cada um de nós. Os maiores gestores de água do planeta somos nós. Se cada um tomar consciência disso, tudo pode mudar. Temos que passar de observadores para atores dentro desse processo. E é na forma como se vai colocar o lixo, como vai tomar o banho, lavar o carro, e assim por diante, que a gente pode realmente dar uma contribuição (...)” .

Ao informar-nos do reconhecimento alcançado pelo nosso país no mundo por seu modelo de gestão da água, não deixou de expor também os imensos desafios que enfrentamos: “Neste momento mesmo estamos com uma grande cheia na Amazônia; uma seca histórica em São Paulo; uma seca que se repete, que é sistêmica, e está muito forte no nordeste do Brasil, no semiárido. Então, apesar de toda a riqueza que possuímos, realmente a gente tem que se preocupar em encarar a questão do gerenciamento desse recurso”.

Valendo-se do Dia Mundial da Água, o entrevistado desejou ainda ressaltar: “Que entendamos a água como um grande vetor de progresso, e os usos múltiplos são absolutamente cruciais para que possamos ter um desenvolvimento sustentável. E termino dizendo da importância que acredito seja o papel de cada um de nós enquanto — vamos chamar — minigestores, mas num conjunto de grandes gestores dessa água”.

Agradeço ao dr. Paulo Lopes Varella suas esclarecedoras palavras. Aliás, com satisfação, soube que é um frequentador do Templo da Boa Vontade e possui destacada Fé na Espiritualidade Maior.

GUNS N' ROSES NO TBV

O Templo da Boa Vontade recebeu na segunda-feira (24/3) a visita da banda Guns N' Roses, um dos maiores grupos de rock do mundo dos últimos tempos. Os músicos, produtores e equipe percorreram a espiral da Nave do TBV, conheceram a Sala Egípcia e levaram consigo as revistas “Boa Vontade Educação”, “Globalização do Amor Fraterno” e sobre o Templo da Paz. Todas elas em inglês.

José de Paiva Netto ― Jornalista, radialista e escritor.

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. — www.boavontade.com

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Adolescentes atendidos pela LBV em Belo Horizonte estiveram, nesta terça-feira, 18, no Museu do Futebol, localizado nas dependências do Mineirão. Nesta ação educativa eles aproveitaram para visitar os dois espaços e conheceram a história do futebol em si, do futebol mineiro, foram no gramado, nos camarotes, nas arquibancadas e demais espaços.

“Os adolescentes gostaram bastante e agora vão socializar as informações com as crianças da Instituição. Com a atividade deste dia, tem inicio o 12º Fórum Internacional dos Soldadinhos de Deus, da LBV com o tema: “Futebol da Caridade – Fazendo gols para melhorar o mundo” que passa a ser trabalhado nas diversas oficinas desenvolvidas no Programa LBV – Criança: Futuro no Presente!”, afirmou a coordenadora pedagógica Úrsula Viana.

Álisson Fernandes de Souza, 12 anos, estava o tempo todo atento às informações do monitor e no final da visita afirmou com entusiasmo: “Foi muito legal! Eu vi como construíram o Mineirão, as bolas antigas, o gramado, aprendi a história quase toda”.

Ao retornar para a LBV, Ruan Carlos dos Santos, 13 anos, com alegria passou a contar detalhes da visita: “Nunca tinha ido ao Mineirão. Aprendi muitas coisas: que quando construíram era muito diferente, a bola era diferente, vi camisas autografadas, a história do campeonato mineiro, os troféus, a copa. Na LBV eu gosto de jogar futebol, aprendi brincadeiras que eu nem sabia que existia”.

O Fórum será desenvolvido até o mês de outubro. Por meio de rodas de conversas, apresentações culturais, brincadeiras e jogos, crianças e adolescentes vão ter oportunidade para expor opiniões, ideias e dúvidas sobre o tema em pauta. O evento estimula, assim, a vontade de aprender e a criatividade infantil, bem como a vivência de princípios éticos, ecumênicos e espirituais.

O Centro Comunitário de Assistência Social da Legião da Boa Vontade em Belo Horizonte/MG está localizado na Av. Cristiano Machado, 10.765 – Planalto. Telefone: (31) 3490-8101.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A Legião da Boa Vontade (LBV) alcançou a expressiva marca de 11.053.113 atendimentos e benefícios oferecidos à população de baixa renda em todo o Brasil em 2013. Este número consta do balanço social da LBV, que é analisado há mais de duas décadas por auditores externos independentes, por iniciativa de seu diretor-presidente, José de Paiva Netto, muito antes de a legislação que exige essa medida entrar em vigor.

No ano passado, o trabalho da LBV impactou diretamente mais de 220 mil pessoas: crianças, adolescentes, jovens, adultos, idosos e famílias em situação de vulnerabilidade social em seus programas socioeducacionais nos lares para idosos, Centros Comunitários de Assistência Social, escolas e por campanhas institucionais.

A LBV tem ampliado e qualificado a sua atuação no território nacional. A seguir, algumas das ações realizadas pela Instituição para transformar a vida das pessoas:

Cidadão-Bebê — Oferece informações úteis para a gestante e seu filho. Antes de ele nascer, fornece o enxoval da mãe e do bebê. Ainda acompanha a atendida até o filho completar o 3º ano de vida.

Criança: Futuro no Presente! — Incentiva o protagonismo e contribui para a garantia de direitos de meninas e meninos de 6 a 15 anos, com atividades culturais, pedagógicas e de lazer. É também espaço seguro para os pais deixarem os filhos enquanto trabalham.

Jovem: Futuro no Presente! — Previne que jovens de 15 a 18 anos fiquem nas ruas expostos a situações de risco, como o uso de drogas e a violência. Para isso, faz com que eles participem de oficinas educativas e discussões, realizem passeios e pratiquem esportes.

Vivência Solidária — É focado na faixa etária dos 18 a 59 anos. São repassados aos participantes deste programa diversos conceitos e informações, para que possam exercer com plenitude a sua cidadania.

Vida Plena — Incentiva idosos a continuar participando de seu círculo social. Ainda promove visitas a locais públicos, palestras, entre outras atividades, com o objetivo de aprimorar o conhecimento cultural deles e fomentar seu bem-estar.

Capacitação e Inclusão Produtiva — Apoiam os atendidos na busca do seu espaço no concorrido mercado de trabalho e no desenvolvimento de atividades de geração de renda.

Em Belo Horizonte, a Instituição mantém o seu Centro Comunitário de Assistência Social, localizado, na avenida Cristiano Machado, 10.765, Planalto. Telefone (31) 3490-8101. Acesse: www.lbv.org.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Tendo em mãos um caderno ilustrado por seu próprio desenho e no rosto um belo sorriso, a adolescente Mariceily Cristina, 11 anos, atendida pela LBV na capital mineira, conta de sua satisfação ao receber o seu relicário que faz parte do Kit de material pedagógico entregue pela Instituição aos atendidos. Mariceily é uma das participantes vencedoras do Concurso de Desenhos Infanto-juvenil desenvolvido recentemente nas Unidades da LBV. “Foi muito emocionante saber que fui eu quem fiz esse desenho. Na minha família todos ficaram muito felizes e eu gostei bastante. Receber este kit é uma honra e vou guardar como uma lembrança muito profunda”, afirmou a adolescente.

Mariceily agradeceu esta oportunidade e ressaltou outros benefícios: “Aqui nós recebemos carinho, felicidade e sentimos que somos importantes. É uma honra participar da LBV e ser tratada com gentileza e educação! (...) Eu fiquei mais comunicativa, voltei a sorrir, desenhar, foi tudo de bom entrar para a LBV”, relatou.