Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Paiva Netto

No dia dois de outubro de 1993, portanto há quase 30 anos, vistoriei a concretagem dos subsolos do Parlamento Mundial da Fraternidade Ecumênica, o ParlaMundi da LBV — em Brasília/DF — que arquitetonicamente surgiu das entranhas da terra, assim como o seu ideal nasceu das entranhas de Deus. Ora, sabemos que a grande verdade que a Ciência humana começa timidamente a vislumbrar consiste no fato de que o fundamento do Universo não é material, mas espiritual. Brevemente todos compreenderão que o Espírito (Energia Inteligente) é a verdadeira sustentação de tudo.

Uma das maiores mensagens deste Parlamento Ecumênico — inaugurado no Natal de 1994 — é a necessidade de descobrirmos nossa origem, porquanto, em pleno terceiro milênio, a ignorância a respeito do que fomos ontem, do que somos hoje e do que seremos amanhã (assim como a consequência moral desse conhecimento) continua crassa. O homem colocou-se sobre o pedestal da ciência materialista e pensa que o soma tudo resume, censurando ironicamente o “primata supersticioso”. Mas, no campo quase inexplorado do saber espiritual, questiono: onde se retarda ainda a humanidade, apesar de todo o seu proclamado avanço tecnológico, senão um pouco acima do primarismo a respeito dos assuntos ligados ao Espírito!? Quando escrevemos sobre “A abrangente missão do Templo da Boa Vontade”, monumento ao lado do qual ergui o ParlaMundi da LBV, lançamos as bases de algo inteiramente novo, como disse o dr. Célio de Souza, conceituado jurista de Brasília, falando ao nosso prezado Irmão Haroldo Rocha, chanceler da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo: “Esse Parlamento é algo totalmente novo”. E é mesmo. Trata-se de um Fórum no qual não apenas os seres reencarnados, que somos nós, falarão, mas também terão oportunidade de se manifestar por intermédio da meditação e da prece, com toda sua potência moral e intelectual, os seres humanos sem corpo, os Espíritos, que constituem a comprovação de nossa existência verdadeira: a do Mundo ainda Invisível aos deficientes sentidos físicos.

Parlamento Mundial da Fraternidade Ecumênica

A criatura de Deus não é somente corpo, é apenas passageiramente corpo e eternamente Espírito. Como colocarmos o episódico acima do eterno, mesmo e principalmente na Política? É vital que sigamos, passo a passo, as instruções do Cristo: “Deus não é Deus de mortos, mas de vivos. Como não credes nisto, errais muito” (Evangelho de Jesus, segundo Marcos, 12:27).

José de Paiva Netto ― Jornalista, radialista e escritor.

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. — www.boavontade.com 


Copyright © 2019 Tribuna de Betim - Notícias. Todos os direitos reservados.
Grupo BEZ Tecnologia e Soluções. Betim - MG - Brasil