A informação de que Sarzedo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, recebeu uma carga altamente tóxica gerou temor entre moradores do município. O material químico veio da Baixada Santista, em São Paulo, para ser incinerado na empresa Ecovital, no Distrito Industrial Benjamim Ferreira Guimarães, distante 31 km da capital mineira.
 
Dentre os compostos transportados para Sarzedo, em veículos preparados para esse tipo de carga, está a substância conhecida como "pó da china", que está proibida no Brasil desde 2006. De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o pó da china, composto pelo pentaclorofenato de sódio, é altamente tóxico para humanos e animais. A substância afeta severamente o fígado, os rins, a pele, os pulmões, além do sistema nervoso, sistema endócrino e imunológico, podendo provocar delírio, febre, convulsão e outros.

A polêmica motivou o vereador Alexandre do Betuel, conhecido como "Xandão", enviar ofício para a prefeitura solicitando cópia dos alvarás de funcionamento da empresa na cidade. Além disso, o parlamentar tenta proibir que rejeitos perigosos continuem sendo levados para Sarzedo.

Por causa do pavor da população, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) abriu inquérito para investigar o caso, que está sob a responsabilidade da promotora Isabela de Carvalho, da 5ª Promotoria de Ibirité, comarca responsável por Sarzedo. Segundo o órgão, como o procedimento é recente, os fatos ainda estão sendo apurados. A promotora optou por não se pronunciar.
 
Já o Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema), do governo de Minas, informou que a transferência da carga tóxica ocorreu dentro dos padrões exigidos pela legislação. E reforçou que, até o momento, nenhuma denúncia formal de irregularidade foi protocolada. "Em caso de denúncia, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável vai apurar o caso e, em caso de dano ambiental, tomará todas as providências cabíveis", frisou.
 
O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que concedeu a licença para o transporte insterestadual da carga tóxica, também tratou de tranquilizar os moradores da região. Conforme o órgão federal, a Ecovital "está com todas as licenças em dia". A prefeitura do município, por sua vez, informou que não foi comunicada sobre a chegada na carga tóxica na cidade.
 
Perigo
 


Temperatura do forno varia entre 800 a 1.000 ºC Ecovital/Divulgação

No total, a empresa sediada em Sarzedo recebeu 534 toneladas de solo contaminado com organoclorados enviados pela Rhodia. De acordo com a Ecovital, a carga foi tratada entre 16 de setembro de 2015 até o último dia 8. "O processo obedeceu os mais rigorosos padrões de segurança utilizados pela usina em sua operação de incineração. Esse processo não polui o ar, não tem cheiro e não oferece risco à saúde da população", garantiu.
 
A Rhodia reforçou que "obteve todas as autorizações necessárias dos órgãos competentes para o envio de material resultante de processo de recuperação ambiental para incineração na empresa EcoVital". Além disso, a empresa disse que as áreas contaminadas na Baixada Santista estão sob controle, e são permanentemente vigiadas e monitoradas. "A empresa tem adotado ações e iniciativas para a recuperação ambiental dessas áreas, sob a supervisão das autoridades relacionadas com o assunto".

Incineração
 
A Ecovital fica em um terreno de 41 mil m² e tem capacidade para incineração de 5,5 toneladas de resíduos por hora e de 12 toneladas de resíduos para tratamento por dia. O Sisema explicou que as cinzas geradas no interior dos fornos da empresa são descarregadas em recipientes metálicos. Depois de resfriadas, são acondicionadas em tambores e encaminhadas ao galpão de armazenamento temporário, para posterior envio a um aterro industrial de resíduos sólidos perigosos.
 
Ainda segundo o Sisema, "os produtos de combustão incompleta são emitidos em quantidades não significativas na atmosfera, uma vez que os gases são tratados em uma câmara de pós-queima, sendo o produto final, geralmente, constituído de dióxido de carbono e água".
 
O governo de Minas garantiu, ainda, que todo o processo de emissão de gases tem monitoramento contínuo por meio de um Controlador Lógico Programável (CLP). "Qualquer perda da condição de controle dos parâmetros críticos, a exemplo de emissões de oxigênio e de monóxido de carbono, além da temperatura e da pressão do forno, provoca o travamento automático do processo".

 

 

HD/R7

O Santíssimo Resort, localizado na cidade histórica Tiradentes, é uma ótima opção para quem gosta da folia, mas não dispensa sossego e descanso

 

O carnaval é marcado pelos foliões de todas as partes do Brasil, atrás de trios elétricos, blocos e muita euforia, mas há quem prefira relaxar e descansar e ficar longe da folia. Diferente de diversas cidades do interior de Minas Gerais, o carnaval de Tiradentes, já tem a peculiaridade de ser bem tradicional, voltado para as famílias. Quem curte a tranquilidade e quer aproveitar o feriado longe da agitação, tem a opção de conhecer e se hospedar no Santíssimo Resort, que fica a apenas 100 metros do Largo das Forras, Centro Histórico de Tiradentes. O hotel oferece piscina com espelho d’água de 360°, playground, sauna, ofurô, academia, fitness center com piscina aquecida, sala de jogos, sala de leitura, sala de massagem e home-cine. Para maior conforto do cliente ainda são disponibilizados serviços de room-service, internet wi-fi, lavanderia. Ainda conta com heliponto, centro de convenções, bistrô, piscina externa com bar molhado, área de recreação para crianças e área social, além de sala de leitura e sala de estar com lareira.

Segundo o Gerente-geral do Santíssimo Resort, Márcio Ferreira, para os hóspedes que optarem por brincar o carnaval, “como mimo iremos oferecer um abadá para aqueles que desejam curtir a folia. A camiseta tem uma referência ao Hotel, com o slogan “Santíssima Folia”, ressalta.

A prefeitura de Tiradentes mantém a tradição dos blocos da cidade, tais como, Bloco das Domésticas, Bloco Verde Cana, Bloco dos Malas e Bloco Palhaçada. Além de manter na praça principal shows ao vivo.


Sobre o Santíssimo Resort

Durante quatro anos de obras, 60 funcionários trabalharam mês a mês para construir em uma área verde de 75 mil m² uma infraestrutura diferenciada: são 4,5 mil m² de área construída, com 40 apartamentos Luxo, oito apartamentos Luxo Superior e oito suítes Premium, distribuídos em quatro blocos.  O Santíssimo oferece piscina com espelho d’água de 360°, playground, sauna, ofurô, academia, fitness center com piscina aquecida, sala de jogos, sala de leitura, sala de massagem e home-cine. Para maior conforto do cliente ainda são disponibilizados serviços de room-service, internet wi-fi, lavanderia. Ainda conta com heliponto, centro de convenções, bistrô, piscina externa com bar molhado, área de recreação para crianças e área social, além de sala de leitura e sala de estar com lareira.  Tudo isso localizado a apenas 100 metros do Largo das Forras, Centro Histórico de Tiradentes.

Reservas

Quer conhecer o Santíssimo Resort? Visite o site www.santissimoresort.com.br e a página no Facebook www.facebook.com/SantissimoResort Faça a sua reserva pelos telefones (32)3355-2198 / (32)3355-2193 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

O Réveillon Be Happy celebrará o início de 2016 mantendo os mesmos padrões de qualidade da festa em Búzios

 

Por treze anos, o famoso vilarejo de Búzios, Região dos Lagos do estado do Rio de Janeiro, recebeu a festa de Réveillon Be Happy. O evento é conhecido e desejado em todo o país por seu padrão de qualidade, sua sofisticação e pelo deslumbre das paisagens naturais do povoado fluminense. O que há de novo sobre o Be Happy é que todo aquele requinte virá para Belo Horizonte.

Outros atrativos da comemoração são os Comes & Bebes. O open bar conta com vodca importada, uísque 8 anos, energético, cerveja, suco, refrigerante, água e a tradicional bebida da ocasião, o espumante. Já o open food tem as delícias do Eddie’s e o buffet do Speciali. Também será servido um jantar para os convidados.

Na virada de 2015 para 2016, a festa acontecerá no Domus XX com todo o seu requinte e elegância através de um estilo colonial cercado de paisagismo. Os ingressos já estão à venda e podem ser adquiridos tanto em lojas físicas quanto por sites de compra.

 

Sobre as atrações:

Banda Classic

Com apenas dois anos de mercado, a Banda Classic está se tornando um dos ícones do casting da Best Produtora, por sua proposta inovadora de tocar rock com house, em versões mashup e remixes exclusivos. O set list surpreende o público com grandes sucessos de The Strokes, The Killers, Red Hot Chilli Peppers, Daft Punk, Two Door Cinema Club, Sweedish House Mafia, entre outros. A energia da banda resulta em uma pista animada e eletrizante. Além de se apresentar nas principais casas de rock de Belo Horizonte, a banda entrou no circuito de festas badaladas como Camarim, Mundial de Wake Board, Bud Mansion e nas festas assinadas pelo Secreto.

 

Rick e Nogueira

A dupla Rick e Nogueira lança seu primeiro álbum, o CD que leva o nome da canção de trabalho, “De Boteco em Boteco”. É composto por dez canções inéditas e autorais, destaque para “Bebi de Graça”, que conta com a participação de Fernando e Sorocaba e “Seu Vagabundo”. Uma das marcas sonoras da dupla é a identidade vocal de cada um. Rick tem uma voz marcante e muito forte, já Nogueira canta de maneira suave e que complementa a primeira. Com a produção de Sorocaba e Raí Ferreira, as canções trazem arranjos simples e com base de instrumentos acústicos. O álbum tem influência das músicas de bares e das noites, ênfase para sanfona, violão e bateria.

 

Dj Valber

Foi durante 11 anos Dj residente da boate Na Sala, e se destacou ao longo dos anos tocando House-music e suas vertentes, Foi o primeiro Dj a se apresentar para o grande público em Escarpas do Lago e desde então esteve presente em todos os anos nas festas do Balneário. Valber em seus sets procura sempre fazer uma maior variação de estilos para criar mais vibração na pista.

 

Serviços

Local: Domus XX (Av. Toronto, 20, Jardim Canadá).

Data: Quinta-feira, 31 de dezembro de 2015.

Horário: 22h

Valores dos ingressos: R$190 feminino e R$250 masculino, no primeiro lote.

Pontos de Venda: Lojas e quiosques da Central dos Eventos e nas lojas Chilli Beans do Minas Shopping, Pátio Savassi e BH Shopping.

Venda online: www.sympla.com.br/ e www.centraldoseventos.com.br/.

Informações: (31) 3582-3060 / 98814-4000

Realização: Brug Entretenimento

Facebook: https://www.facebook.com/behappy.reveillon/

Instagram: @behappyreveillon

Classificação etária: 18 anos

Estacionamento no local

Santíssimo Resort, localizado em Tiradentes,

com infraestrutura de alta qualidade é uma ótima opção para as férias em família

Inaugurado em 2013, o hotel preza pelo melhor atendimento aos seus clientes, oferecendo serviços exclusivos

 

Localizado na famosa e encantadora cidade histórica de Tiradentes, em Minas Gerais, o Santíssimo Resort proporciona uma infraestrutura de alta qualidade para os hóspedes e é uma ótima opção para as férias em família. O resort oferece piscina com espelho d’água de 360°, playground, sauna, ofurô, academia, fitness center com piscina aquecida, sala de jogos, sala de leitura, sala de massagem e home-cine. Para maior conforto do cliente ainda são disponibilizados serviços de room-service, internet wi-fi, lavanderia, heliponto.

De acordo com o diretor do Santíssimo Resort, Lúcio Flávio Barbosa, desde a inauguração, o hotel além de contar com infraestrutura de alta qualidade oferece diversas opções de entretenimento, relaxamento e serviços exclusivos para a comodidade dos clientes.

O Santíssimo Resort também é uma excelente opção para a realização de eventos de diferentes segmentos. Foi inaugurado um Centro de Convenções com estacionamento exclusivo e capacidade para mil pessoas. Totalmente equipado para receber eventos corporativos e festas em geral, possui em sua estrutura: salão principal de convenções, foyer para recepções e buffet, salas de reuniões e outros. “Estamos muito satisfeitos com esse interesse que o Santíssimo despertou nos empresários e instituições de renome. Inclusive, alguns eventos que normalmente ocorriam em outros centros, como Belo Horizonte, agora vêm para Tiradentes. Nossa estrutura proporciona isso e é ótimo para a cidade. Com a criação do novo Centro de Convenções, queremos elevar Tiradentes a outro patamar”, ressalta Lúcio.

Com a proximidade das férias escolares tão esperadas pelas crianças e pelos seus pais o hotel tem toda a estrutura que a família merece. Os pais poderão se divertir e descansar sem se preocuparem com a criançada, pois o hotel oferece baby-sitter e recreação, além da segurança e tranquilidade de acompanhamento de monitores. Uma diversão garantida.

 

Quem já conhece o resort

Dentre os milhares de clientes que já se hospedaram no resort, os atores Alexandre Nero, Nélson Xavier, Regiane Alves, Alessandra Negrini, Christopher Chaplin (filho do Chaplin). O hotel também já recebeu a cantora Fernanda Takai, o Padre Fábio de Melo e jornalistas esportivos.

 

Sobre o Santíssimo Resort

Durante quatro anos de obras, 60 funcionários trabalharam mês a mês para construir em uma área verde de 75 mil m² uma infraestrutura diferenciada: são 4,5 mil m² de área construída, com 40 apartamentos Luxo, oito apartamentos Luxo Superior e oito suítes Premium, distribuídos em quatro blocos.  O Santíssimo oferece piscina com espelho d’água de 360°, playground, sauna, ofurô, academia, fitness center com piscina aquecida, sala de jogos, sala de leitura, sala de massagem e home-cine. Para maior conforto do cliente ainda são disponibilizados serviços de room-service, internet wi-fi, lavanderia. Ainda conta com heliponto, centro de convenções, bistrô, piscina externa com bar molhado, área de recreação para crianças e área social, além de sala de leitura e sala de estar com lareira.  Tudo isso localizado a apenas 100 metros do Largo das Forras, Centro Histórico de Tiradentes.

A novidade é o novo centro de convenções do Santíssimo, com capacidade para mais de mil pessoas.

 

Reservas

 

Quer conhecer o Santíssimo Resort? Visite o site www.santissimoresort.com.br e a página no Facebook www.facebook.com/SantissimoResort Faça a sua reserva pelos telefones (32)3355-2198 / (32)3355-2193 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

O reservatório da usina hidrelétrica Risoleta Neves (Candonga), em Santa Cruz do Escalvado, a 100 quilômetros de Mariana (MG), está sendo esvaziado às pressas, por causa do risco de rompimento da barragem de Germano, estrutura da empresa Samarco que ainda ameaça ruir. A ação deixou a população local perplexa e traz preocupação.

"Conforme a água está descendo, está acontecendo erosão da terra bem embaixo da Estrada de Santana", conta o técnico em mecânica Jarbas Antônio Lopes, de 54 anos, que havia levado parentes para ver a represa na manhã de ontem. "Se despencar mais um pouco, vai bloquear a estrada", diz, referindo-se a uma estrada rural usada por moradores e trabalhadores das fazendas de gado ao redor da barragem. "O reservatório estava cheio antes de acontecer isso. No dia em que a lama chegou, até aqui ficou com pó", conta o técnico, nascido na região, que costuma visitar familiares no fim de semana.

A ideia é que, caso Germano estoure, o reservatório de Candonga, que tem capacidade para 544 milhões de metros cúbicos, sirva como barreira de contenção para a lama, impedindo que ela siga pelo Rio Doce, a exemplo do que ocorreu com os rejeitos das Barragens Fundão e Santarém da Samarco.

No centro de Santa Cruz do Escalvado, cidade de 8 mil habitantes distante cerca de 5 quilômetros da barragem, moradores dizem não acreditar que o reservatório será esvaziado. "Não pode. Muita gente pescava por lá até a lama chegar. Se essa barragem de Mariana estourar e a lama vier toda para cá, quem garante que a represa vai dar conta? Se der, a lama toda vai ficar aqui para sempre?", indagou o ajudante-geral Jeferson Rodrigues, de 22 anos.

Na usina, poucos carros e funcionários podem ser vistos do portão para fora. As comportas já estavam abertas desde o dia 7, dois dias depois do acidente em Mariana, e a produção de energia foi suspensa. A usina tem capacidade para produzir 140 MW/hora, cerca de um sexto o que pode produzir, por exemplo, a Usina Henry Borden, da Represa Billings, na região sul da capital paulista.

Barragem

O esvaziamento emergencial foi decidido na sexta-feira, 27, quando o juiz Michel Cury e Silva, da 1.ª Vara da Fazenda, teve acesso a relatório produzido pelo Centro de Apoio Técnico do Ministério Público Estadual. O relatório atesta comprometimento da barragem de Germano e foi feito com base em informações prestadas por empresas contratadas pela própria Samarco. A Justiça deu prazo de dois dias para esvaziamento da represa.

Até sexta-feira, o consórcio que administra a usina (formado pela Vale, uma das donas da Samarco, e pela Cemig, empresa de energia de Minas) informou que não havia sido notificado sobre a decisão da Justiça. A Samarco foi questionada sobre o caso, mas não respondeu. O consórcio que cuida da represa não atendeu nenhum de seus telefones neste domingo.

Anteontem, a Samarco divulgou nota em que afirma estar retirando peixes vivos, com ajuda de empresas terceirizadas e pescadores locais, do canal de adução da represa de outra usina hidrelétrica, Aimorés, também em Minas, que fica entre Governador Valadares (MG) e Colatina (ES). "Depois de recolhidos, os peixes são encaminhados para outros cursos d’água, que possuem as mesmas características de seu hábitat original", diz a nota.

Resumo

Além de destruir o distrito de Bento Rodrigues, a tragédia em Mariana já tem confirmadas 11 mortes. Cinco funcionários da Samarco e três moradores do vilarejo estão desaparecidos e dois corpos aguardam identificação. Há uma semana, a lama que vazou da barragem, e atingiu o Rio Doce, chegou à foz do curso d’água, no distrito de Regência (ES).

Justiça

Pela decisão judicial, tomada a pedido do Ministério Público de Minas e do governo do Estado, a Samarco também fica obrigada a informar o quadro de estruturas de apoio das represas chamadas Sela, Tulipa e Selinha. A mineradora terá também de prever "consequências e medidas emergenciais concretas", executar "integralmente as medidas emergenciais apresentadas nos estudos anteriormente citados, em caso de rompimento, bem como eventuais recomendações técnicas do Estado e do DNPM (órgão federal de fiscalização)". Prevê-se multa diária de R$ 1 milhão para caso de descumprimento.

Ação

O governo federal e os Estados de Minas Gerais e do Espírito Santo entrarão nesta segunda-feira, 30, com uma ação na Justiça para cobrar R$ 20 bilhões das empresas responsáveis pelo rompimento da barragem em Mariana (MG) e criar um fundo para reparação dos danos. Além da Samarco, a ação também terá como alvo a Vale e a BHP Billiton.

A medida foi anunciada sexta-feira, após a presidente Dilma Rousseff reunir-se no Palácio do Planalto com os governadores de Minas, Fernando Pimentel (PT), e do Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB). A ação será coordenada pela Advocacia-Geral da União. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

 

Estado de São Paulo